Monte Alegre do Piauí - PI

Covid-19: promotor fiscaliza gastos do prefeito Davinelson Soares

Segundo o promotor José Sérvio, existe uma Nota Técnica do Gabinete de Acompanhamento e Prevenção a Covid-19 “orientando os gestores estaduais sobre as compras e serviços contratados".

Bárbara Rodrigues
Teresina
18/06/2020 11h30 - atualizado 11h43

O promotor José Sérvio, do Ministério Público do Estado do Piauí, instaurou procedimento administrativo, no Diário Oficial do MP de 16 de junho, com o objetivo de fiscalizar a efetiva aplicação dos recursos públicos no combate e prevenção ao coronavírus pelo município de Monte Alegre do Piauí, que é comandado por Davinelson Soares.

Segundo o promotor José Sérvio, existe uma Nota Técnica do Gabinete de Acompanhamento e Prevenção a Covid-19 “orientando os gestores estaduais sobre as compras e serviços contratados pelos entes municipal e/ou estadual, no âmbito do Piauí, fundados no decreto de situação de emergência ou de calamidade pública em virtude da pandemia do covid-19, para aquisição de bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”.

  • Foto: Brunno Suênio/GP1Ministério Público do PiauíMinistério Público do Piauí

No procedimento administrativo, José Sérvio pede que o prefeito Davinelson Soares apresente a relação dos procedimentos licitatórios e contratos administrativos realizados com fundamento nos respectivos decretos de emergência ou de calamidade pública em razão da covid-19.

Também deve encaminhar relação dos procedimentos de dispensa de licitação, assim como informações sobre a efetivação da política de transparência da administração pública, através da criação de uma aba específica no portal da transparência, alimentando-a diariamente e apresentando de forma discriminada os valores orçamentários e a execução de despesas, como decretos e atos administrativos que autorizam realocação de recursos ou abrem créditos adicionais, contratos administrativos de prestação e fornecimento de bens e serviços, nota de empenho, liquidação e pagamento, descrição do bem e/ou serviço, o quantitativo, o valor unitário e total da aquisição, a data da compra e o nome do fornecedor, inclusive CNPG, ou seja, todas as receitas e gastos públicos relacionados especificamente ao enfrentamento e mitigação da pandemia.

O prefeito Davinelson ainda deve encaminhar os decretos que autorizam a realocação dos recursos aprovados na Lei Orçamentária Anual (LOA), para a contenção da doença, entre outras coisas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil tem 46.510 mortes e 955.377 casos confirmados de coronavírus

Piauí registrou mais de 3 mil casos de covid-19 em uma semana

Piauí registra 23 óbitos em 24 horas e chega a 421 mortes por covid-19