Teresina - PI

Criança de 11 anos é dopada e sofre estupro coletivo em Teresina

A menina foi encontrada desacordada e sem roupas por populares. O caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar de Teresina.

Bárbara Rodrigues
Teresina
30/11/2018 10h19 - atualizado 10h32

Uma criança de 11 anos foi estuprada por dois homens, ainda não identificados, no domingo (25). A criança foi encontrada sem roupa, desacordada em um barreiro na Santa Maria da Codipi, na zona norte de Teresina.

A conselheira tutelar da zona norte de Teresina, Anamélia, informou que a criança estava com uma outra colega quando foi abordada pelos dois homens. “Ela estava com uma colega jogando sinuca e dois rapazes chegaram perto dela, e deram em cima dela. Depois eles ofereceram água para ela, que acabou bebendo. A menina disse que a água estava com um gosto amargo. Quando ela acordou já estava em um hospital. Quando ela acordou, ela disse que se lembrava só de duas pessoas, mas a população afirma que existe uma terceira pessoa, mas isso não é certeza”, informou a conselheira.

Anamélia afirmou que moradores da região encontraram a jovem. A mãe dela é usuária de drogas e logo foi informada sobre a situação. “Ela foi encontrada pela vizinhança, sem roupa, em um barreiro no Morro do Cuscuz. Uma pessoa pegou ela e a levou para o Hospital Municipal Dr. Mariano Castelo Branco, onde ela recebeu toda a assistência, um excelente atendimento. A mãe dele também foi informada logo depois sobre o que aconteceu”, afirmou.

A conselheira tutelar destacou que todas as medidas foram tomadas após o estupro. “No dia seguinte o Conselho Tutelar foi chamado e fizemos os procedimentos, que foi fazer o Boletim de Ocorrência na Delegacia da Criança e do Adolescente e fazer exames, ela também tomou toda a medicação para prevenir sobre qualquer DST e tomou a pílula do dia seguinte, além de ter sido feita a coleta de material. A família já foi ouvida pela DPCA”, destacou. É a Delegacia da Criança e do Adolescente que ficará responsável pela investigação para apurar como aconteceu o caso e identificar os responsáveis.

Mais conteúdo sobre: