Teresina - PI

Criança está internada no Instituto Natan Portella com suspeita de Calazar

A criança, de apenas dois anos, estava internada no Hospital Regional Justino Luz desde a última sexta-feira (10) e foi transferida para Teresina nesta quinta-feira (16).

Victória Xavier
Teresina
17/01/2020 20h15 - atualizado 20h45

Uma criança de dois anos está internada no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, localizado no centro de Teresina, com suspeita de leishmaniose visceral, conhecida popularmente como calazar. A criança é natural da cidade de Paulistana.

De acordo com Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), a criança estava internada no Hospital Regional Justino Luz, em Picos e foi transferida para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, onde passará por exames para a confirmação da doença.

  • Foto: Divulgação/AscomInstituto Natan PortellaInstituto Natan Portella

A criança estava internada no Hospital Regional Justino Luz desde a última sexta-feira (10) e foi transferida para Teresina nesta quinta-feira (16).

A doença

Leishmaniose visceral, ou calazar, é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis) que, ao picar, introduz na circulação do hospedeiro o protozoário Leishmania chagasi.

A doença não é contagiosa nem se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas. A transmissão do parasita ocorre apenas através da picada do mosquito fêmea infectado.

Os sintomas são febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular e anemia.