Teresina - PI

Deputada Lucy Soares abandona CCJ após impasse em votação na Alepi

“Foi opressor. Não deu oportunidade dos representantes, dos servidores, de todos nós discutirmos essa PEC que é tão complexa e envolve a vida de 90 mil servidores, ativos e inativos", disse

Davi Fernandes
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
11/12/2019 17h06 - atualizado 17h09

A deputada estadual, Lucy Soares (PP-PI) abandonou a sala da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) nesta quarta-feira (11), onde está ocorrendo a discussão da PEC 03/2019 da Reforma da Previdência.

Conforme a parlamentar, o motivo para ter abandonado a sala da CCJ foi devido a falta de oportunidade para discutir a PEC com os servidores públicos.

“Foi opressor. Não deu oportunidade dos representantes, dos servidores, de todos nós discutirmos essa PEC que é tão complexa e envolve a vida de 90 mil servidores, ativos e inativos. Então, me retirei por estar indignada com a situação. Não havia necessidade de se fazer essa votação hoje”, afirmou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Deputada estadual Lucy Soares Deputada estadual Lucy Soares

Revoltada com a situação, a deputada afirmou que a falta de discussão sobre o assunto demonstra que "que eles [base do Governo] podem tudo. Eu me indignei, estou indignada com essa situação".

Audiência Pública

Na manhã dessa quarta (11) foi realizada uma audiência pública no Cine Teatro da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) com o objetivo de discutir a PEC 03/2019 (Proposta de Emenda Constitucional) da reforma da Previdência.

A audiência teve a participação de vários representantes de sindicatos que criticam o governador Wellington Dias (PT) por apresentar a proposta sem discutir com as entidades e principalmente por colocar ela em votação em regime de urgência. A PEC foi apresentada na Alepi no dia 3 de dezembro e já deve ser votada hoje.

Participaram da audiência a juíza Keylla Raniere Procópio, representante da Amapi; o representante do sindicato dos Auditores Fiscais, Caetano Mello; o presidente do sindicato dos Servidores de Assistência à Saúde do Piauí, Sebastião Teixeira; presidente do sindicato dos Auditores Fiscais, Caetano Mello; presidente do Sinte-Pi, Paulina Almeida; presidente do Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho; presidente do Sindespi, José Pacheco e outros representantes de diversas categorias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Servidores ameaçam deflagrar greve caso PEC seja votada hoje na Alepi

Audiência pública na Alepi vai debater a reforma da Previdência

CCJ da Alepi aprova audiência para tratar sobre PEC da Previdência

Lucy Soares critica pressa do governo para votar reforma na Alepi

Mais conteúdo sobre: