Teresina - PI

Deputada Teresa Britto não descarta disputar Prefeitura de Teresina

"Se for da vontade de alguns grupos e da vontade do povo, a gente pode ver essa possibilidade", disse Teresa Britto.

Jonas Carvalho
Teresina
16/04/2019 17h38 - atualizado 17h39

A deputada estadual, Teresa Britto (PV), concedeu entrevista ao GP1 na manhã desta terça-feira (16) e informou que o Partido Verde só irá dar início à movimentação política para as eleições de 2020 após a Semana Santa.

Presidente do diretório geral da sigla no Piauí, a parlamentar contou que ainda é muito cedo para se pensar na próxima disputa eleitoral e que no momento busca seguir na base do prefeito Firmino Filho (PSDB).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Teresa BrittoTeresa Britto

“Nós estamos trabalhando essa discussão de forma interna no partido. Depois da Semana Santa nós vamos nos reunir e conversar. A princípio nós temos uma relação muito boa com o prefeito Firmino Filho e até o presente momento a nossa intenção é caminhar com o grupo do prefeito para a eleição vindoura. Nós ainda vamos discutir internamente essa questão uma vez que essa eleição só acontece próximo ano e ainda estamos no início de 2019”, disse.

Disputa pela prefeitura

Teresa Britto também falou sobre uma possível disputa pelo Palácio da Cidade e desconversou. De acordo com a deputada, “se for da vontade do povo” ela será o nome do partido para a disputa.

“A política é muito dinâmica. Eu não pensava em ser candidata à prefeita, não está nos meus planos essa eleição que vem. Mas se for da vontade de alguns grupos e da vontade do povo, a gente pode ver essa possibilidade. Isso é um trabalho que precisa ser pensado, analisado, até porque Teresina vem sendo bem administrada, precisamos ver quem são os candidatos que se apresentam para o pleito”, informou.

Pollyana Rocha sai?

Questionada sobre a procura do PDT, de Flávio Nogueira, pela adesão da vereadora Pollyana Rocha à sigla, Teresa Britto explicou que a representante do partido na Câmara já declarou que não mudará de lado e enfatizou que “ela não tem nenhum motivo para sair”.

“A Pollyana Rocha descartou publicamente a possibilidade de ir para o PDT e qualquer outro partido. Ela é militante do Partido Verde desde 2009 e assumiu essa vaga com a ajuda de todos nós. Então, o partido está muito bem, tem uma chapa muito boa de vereadores, ela não tem nenhum motivo para sair. A reeleição dela pelo partido já está bem encaminhada enquanto pelos outros ela não teria essa mesma perspectiva”, revelou.

A parlamentar tratou com bom humor as especulações de saída da parlamentar e completou dizendo que “todos os partidos estão atrás de candidatos, então eles jogam nos meios de comunicação que querem A e B. Agora, em chamar e a pessoa ir, é outra questão”.

PV na Câmara em 2020

A deputada também informou que o Partido Vede almeja eleger três candidatos no próximo pleito e descartou nomes existentes na Câmara. Segundo Teresa Britto, nomes como Juliana Paes e Ulisses Nogueira, candidato na última eleição, são nomes cotados para disputa.