Teresina - PI

Deputado Assis Carvalho é confirmado como presidente estadual do PT

Na ocasião, o deputado federal Assis Carvalho foi confirmado como presidente estadual do PT com as presenças de vários filiados, simpatizantes e de Gleisi Hoffmann, presidente nacional do partido.

Wanessa Gommes
Teresina
Victória Xavier
Teresina
25/10/2019 20h20 - atualizado 20h40

Congresso Estadual do PT em Teresina

Aconteceu, na noite desta sexta-feira (25), o primeiro dia do 7° Congresso do PT- Etapa estadual, que acontece até este sábado (26), no Atlantic City. Na ocasião, o deputado federal Assis Carvalho foi confirmado como presidente estadual do PT com as presenças de vários filiados, simpatizantes e de Gleisi Hoffmann, presidente nacional do partido.

Assis Carvalho disse que o objetivo à frente do partido é fortalecer ainda mais o PT. “Se Deus quiser aumentando o número de prefeituras e vereadores, cada vez mais discutindo a situação nacional, a gestão do Brasil que está muito ruim. Nós temos que devolver o Brasil aos brasileiros e brasileiras”, declarou.

O parlamentar disse ainda qual será a meta do partido para as eleições do próximo ano. “Em 2020 nós acreditamos que vamos dobrar a quantidade de prefeituras, essa é a minha expectativa”, disse.

O ex-vereador de Teresina, Gilberto Paixão, também esteve presente e ressaltou a importância da reunião. “Esse evento demostra para toda a sociedade brasileira que o PT está cada vez mais fortalecido, atravessando várias crises, tentando desonrar o partido, mas isso só prova que quanto mais bate mais o PT cresce porque o povo reconhece que é um partido sério, que tem feito muito pelo povo brasileiro, principalmente pelos pobres e trabalhadores”, afirmou.

“Estamos atravessando um momento com governo péssimo, ruim, que é do Bolsonaro, onde está havendo um desmonte dos direitos sociais e trabalhistas, então isso faz com que o partido cresça muito mais”, completou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Gleisi Hoffmann diz que Bolsonaro veio para destruir o Brasil

No Piauí, Gleisi Hoffmann apresenta proposta de combate ao desemprego