Política

Deputados aprovam R$ 13 bilhões para Orçamento de 2020 na Alepi

Os deputados estaduais limparam a pauta para dar início ao recesso parlamentar.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
18/12/2019 14h28 - atualizado 14h32

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovou nesta quarta-feira (18) o Plano Plurianual e o Orçamento de 2020, encaminhados pelo governador Wellington Dias (PT). Os deputados estaduais limparam a pauta para entrarem no recesso parlamentar.

O deputado Franzé Silva, relator do projeto na Casa, acredita que com a aprovação da reforma da previdência e do orçamento, o estado consiga se manter equilibrado em 2020. O orçamento de R$ 13 bilhões foi aprovado em duas votações na Alepi.

  • Foto: Alef Leão/GP1Franzé SilvaFranzé Silva

“Nós fizemos a votação final para que o Estado possa em 2020 executar as suas políticas públicas. Acreditamos que a reforma da previdência juntamente com orçamento, são duas medidas importantes para que esta Casa entregue ao executivo para que a gente possa em 2020 ter um estado que se mantenha equilibrado. O maior desafio nosso será nesse sentido e evitar que o Piauí possa entrar numa rota de retrocesso financeiro como tem ocorrido em outros estados”, declarou Franzé.

Os deputados de oposição Teresa Britto (PV) e Gustavo Neiva (PSB) protestaram contra o orçamento da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e o aumento do orçamento para o Gabinete Militar, que cuida da segurança do governador Wellington Dias (PT) e sua família. Franzé então rebateu as críticas da oposição.

“Do valor colocado para UESPI em 2020, do orçamento geral R$ 78 milhões não foram executados. E muito dinheiro do que foi destinado e do que foi executado. Isso precisa ser revisto para entender o que está acontecendo, se é problema de gestão, se é problema de interação entre a UESPI e a secretaria da Fazenda porque não se pode falar numa situação de caos quando se tem recursos”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Alepi vota nessa semana o Orçamento de 2020 do Estado do Piauí

Themístocles diz que orçamento será votado até 18 de dezembro

Mais conteúdo sobre: