Brasil

Desfile das escolas de samba do Rio pode ocorrer em julho

Segundo a Liesa, a intenção é criar uma data nacional para o Carnaval fora de época de 2021, aproveitando o dia 9 de julho, que é feriado em São Paulo.

Por  Estadão Conteúdo
18/11/2020 07h27

O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro em 2021 poderá ocorrer em julho. A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), que organiza o evento, já desistiu de promovê-lo em fevereiro, devido à pandemia de covid-19. Numa reunião realizada na última segunda-feira (16), a entidade debateu a possibilidade de realizar os desfiles entre 9 e 12 de julho. Isso depende, no entanto, de até lá surgir uma vacina contra o coronavírus e ela ser oferecida aos brasileiros.

Segundo a Liesa, a intenção é criar uma data nacional para os desfiles fora de época de 2021, aproveitando o dia 9 de julho, que é feriado em São Paulo por conta da celebração da Revolução Constitucionalista de 1932. A capital paulista e Salvador, dois outros polos carnavalescos nacionais, também promoveriam nesse final de semana de julho seus eventos que tradicionalmente ocorrem em fevereiro. Mas tudo depende da existência da vacina, ressalta a organizadora dos desfiles no Rio.

Como o desfile exige meses de preparação, a definição de uma data serviria como marco de organização para as escolas, que fariam o processo de escolha dos sambas-enredo por lives (eventos virtuais), já que segue não recomendado reunir milhares de pessoas em uma quadra de escola de samba, como acontecia durante o procedimento habitual de seleção. A construção de fantasias e carros alegóricos também exigiria cuidados especiais, mas não chega a causar aglomeração comparável à ocorrida durante os ensaios ou eliminatórias de samba-enredo.

O desfile da Série A, a segunda divisão das escolas de samba do Rio, por enquanto não tem data cogitada.

Mais conteúdo sobre: