Teresina - PI

DHPP prende acusado de matar a ex-sogra com tiro no peito em Teresina

O crime foi praticado no dia 02 de outubro, quando o suspeito identificado apenas pelas iniciais C.G.N. deixou com a vítima o filho que ele teve com a ex-mulher.

Fábio Wellington
Teresina
Victória Xavier
Teresina
08/10/2020 19h01 - atualizado 19h44

O acusado de assassinar a ex-sogra, identificada como Júlia Soares Brandão, de 52 anos, com um tiro no peito, foi preso na tarde desta quinta-feira (08), após se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP). O crime foi praticado no dia 02 de outubro, quando o suspeito, identificado apenas pelas iniciais C.G.N. deixou com a vítima o filho que ele teve com a ex-mulher.

Em entrevista ao GP1, o delegado Francisco Costa, o Barêtta, coordenador do DHPP, contou que a equipe estava em diligências desde o dia do crime, mas sempre o acusado conseguia escapar do cerco da polícia. Hoje ele acabou se apresentando na delegacia por vontade própria.

  • Foto: Reprodução/FacebookJúlia Soares BrandãoJúlia Soares Brandão

“Tomamos conhecimento logo após o crime e começamos a realizar diligências, ele fugiu para o povoado na cidade de Monsenhor Gil, quando chegamos lá ele empreendeu em fuga na mata, mas conseguimos apreender um veículo que estava com o suspeito. Hoje durante a tarde ele resolveu se entregar, aqui no DHPP com o advogado dele. Quando ele estava escondido na mata, ele recebia apoio da família. Contra esse homem já havia um mandado de prisão devido um crime cruel que ele cometeu, foi premeditado”, informou o delegado Barêtta.

O acusado também tinha outra ordem judicial em seu desfavor, determinando que ele não se aproximasse da ex-mulher que o denunciou por conta de agressões e ameaças de morte ocorridas durante o casamento com o acusado, com quem tem dois filhos.

Denúncias de ameaças

O casal estava separado há cerca de quatro meses devido a agressões praticadas por Charles contra a ex-companheira. O sargento Nascimento comentou que os familiares relataram ameaças feitas por ele a toda a família da ex-esposa.

"Ele há muito tempo vem ameaçando a família, foram as informações que pegamos na casa da vítima, ele já estava com quatro meses separado da mulher e não aceitava o fim do relacionamento”, finalizou o sargento.

Entenda o caso

Segundo o sargento Nascimento, da Companhia Independente de Policiamento do Promorar, A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu ao ferimento e veio a óbito.

“A vítima foi a óbito. A informação é que ele veio deixar a criança dele e ficou na esquina esperando a esposa vir buscar a criança, como ela não foi, a senhora que veio, quando ela chegou ele só fez dar um tiro nela e se evadiu do local”, relatou o sargento.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Acusado de matar ex-sogra em Teresina tinha sido denunciado por agressão

Mulher é assassinada com tiro no peito em Teresina e suspeito é o ex-genro

Mais conteúdo sobre: