Parnaíba - PI

Dono de construtora é preso por furto de energia em Parnaíba

O empresário foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Parnaíba, onde foi arbitrado o pagamento de fiança correspondente a 40 salários mínimos, que dá o total de R$ 38.160,00.

Wanessa Gommes
Teresina
09/08/2018 14h54 - atualizado 10/08/2018 15h36

Um empresário identificado como João Batista Pereira Neto foi preso, na manhã desta quinta-feira (09), por furto de energia, na cidade de Parnaíba. A prisão foi realizada pela Polícia Civil, através do GRECO (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), e em parceria com a Eletrobras Distribuição Piauí, durante operação Barra Limpa. A ação é comandada pelo delegado Laércio Evangelista.

João Batista, que também é funcionário da Caixa Econômica Federal, tem uma empresa de construção de casas residenciais e foi preso em uma das obras.

  • Foto: Facebook/João Neto Batista PereiraJoão Neto Batista PereiraJoão Neto Batista Pereira

De acordo com informações do delegado Laércio Evangelista, a prisão aconteceu em uma obra: “Ele foi preso no bairro Frei Higino, em Parnaíba, na obra de construção de um condomínio de casas, que estava ligado direto na rede pública de energia, ligação totalmente clandestina. Ele foi preso por furto de energia”, afirmou.

O empresário foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Parnaíba onde foi arbitrado o pagamento de fiança correspondente a 40 salários mínimos, que dá o total de R$ 38.160,00, e caso ele pague, o empresário vai responder ao processo em liberdade.

Operação

Uma equipe do GRECO está realizando uma operação no litoral do Estado que visa combater o furto de energia elétrica. A ação está sendo realizada nas cidades de Parnaíba, Cajueiro da Praia e Luís Correia.