Teresina - PI

Dono de escritório de contabilidade é preso pelo Greco em Teresina

Segundo o Greco, durante a ação foram apreendidos documentos falsos, arma, dinheiro e veículos.

Nayrana Meireles
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
Débora Dayllin
Teresina
11/04/2019 11h45 - atualizado 19h29

Administrador é preso durante ação do Greco em Teresina

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu na manhã desta quinta-feira (11) o administrador do escritório de contabilidade Contar, localizado no bairro Macaúba, na zona sul de Teresina. Ele foi identificado como Elinaldo Soares Silva.

Segundo o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, a prisão de hoje se deu em continuidade as investigações que culminaram com a prisão de um comerciante no dia 02 de abril deste ano, no bairro Vermelha. “A gente tem uma investigação ai correndo acerca desse derrame de cédulas de identidades falsas aqui em Teresina, usadas para fazer compras e financiamentos. Na semana passada, nós prendemos dois sujeitos em um escritório na região da Vermelha e a partir de informações que a gente levantou com aquelas prisões, nós pedimos busca nesse endereço, onde ficava esse escritório de contabilidade Contar, situado na Macaúba, onde o responsável pelo escritório estava também com essa mesma prática de uso de documento falso, estelionato e falsificação”, informou.

Ainda de acordo com Tales Gomes, durante a ação foram apreendidos mais de 100 documentos falsos, arma, veículos, além de R$ 4.000,00. "Nós representamos pela busca e apreensão e hoje de manhã cumprimos, aprendemos essa vasta quantidade de material, dinheiro, arma de fogo e veículo. Ele vai ser autuado por uso de documento falso, falsificação e estelionato. Ele está se omitindo a prestar informações aqui, mas lá é um escritório de contabilidade, tanto faz ações lícitas como essas práticas ilícitas, ele já tem mais de 10/15 anos que atua nesse seguimento de contabilidade, então nesse desenvolver das atividades dele de contabilidade ele consegue fazer os contatos e vender essas carteiras”, explicou o delegado.

Durante a ação foi constatado que o filho do administrador, identificado como Mateus Araújo Silva, também fazia uso de documento falso, por isso também foi autuado. “Durante as buscas dentre as pessoas que estavam presentes no estabelecimento, além do Elinado, foi preso também o filho dele, Mateus Araújo Silva, que no caso estava usando documentos falsos”, disse Tales.

Mais conteúdo sobre: