Teresina - PI

Drogas usadas para viciar crianças eram vendidas a R$ 0,10 em Teresina

“Eles davam de graça ou era vendida a baixo custo, a R$ 0,10, R$ 0,20, R$ 0, 40, o comprimido", disse o delegado Odilo Sena.

Laura Moura
Teresina
22/07/2019 20h04 - atualizado 20h54

A Polícia Civil está investigando o caso de drogas que estavam sendo entregues gratuitamente ou vendidas a baixo custo em forma de balas para viciar crianças, na zona sudeste de Teresina. Pelo menos três escolas estão sendo alvo dos traficantes de drogas.

Segundo informações do delegado Odilo Sena, titular do 21º Distrito Policial, as vítimas não tinham conhecimento que se tratava de entorpecentes. “Eles davam de graça ou era vendida a baixo custo, a R$ 0,10, R$ 0,20, R$ 0,40, o comprimido. Eles utilizavam um ardil que era apenas bala, mas não falavam que não eram entorpecentes. Eu não vejo outra finalidade: viciar as crianças ou para trazer para grupo”, contou o delegado.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado Odilo SenaDelegado Odilo Sena

Os trabalhos de investigação apontam que diversos grupos ligados ao tráfico de drogas atuam na região. Entretanto, o delegado pontuou que eles possuem um mesmo distribuidor. “A investigação continua. Os trabalhos estão bem adiantados. As prisões que foram feitas fazem parte dessa comercialização dos entorpecentes. Os grupos estão relacionados e são abastecidos por um mesmo distribuidor. Não há guerra entre eles, pois traficam de forma harmônica. O vício faz parte de um todo. É um dos aspectos da organização criminosa”, comentou.

Prisões e apreensões

Na última quarta-feira (17), os policiais do 8º e 21º Distritos Policiais, apreenderam entorpecentes e prenderam duas pessoas identificadas como Matheus Henrique Borges da Costa e Francisco de Assis, acusados de tráfico de drogas. As drogas apreendidas eram comprimidos desenvolvidos para viciar crianças de oito e nove anos de idade propositalmente.

Combate ao tráfico de drogas

O delegado Odilo Sena revelou ao GP1 que boa parte da atuação da polícia na zona sudeste da capital é no que se refere ao combate de tráfico de drogas. Todas as pessoas presas, somente neste ano, na região possuem relação direta ou indireta com a comercialização de entorpecentes.

“Nós prendemos em torno de 15 a 17 pessoas, todas elas relacionadas com o tráfico de drogas. Praticamente 90% do nosso trabalho tem relação direta ou indireta com o tráfico de drogas”, concluiu.

NOTÍCIA RELACIONADA

Polícia apreende comprimidos usados para viciar crianças em Teresina