Política

Dudu e Cida Santiago traçam planos da oposição na Câmara

Dudu e Cida integram a oposição na Câmara junto de Deolindo Moura (PT) e, mais recentemente, Joaquim do Arroz (PRP) e Zé Nito (MDB).

THAIS GUIMARÃES
DE TERESINA
02/02/2018 15h36 - atualizado 15h38

Após a abertura do ano legislativo da Câmara Municipal de Teresina nesta quinta-feira (01), vereadores da oposição ratificaram seus posicionamentos. No mesmo dia em que os trabalhos iniciaram naquela casa, o GP1 conversou com o vereador Dudu (PT) e a vereadora Cida Santiago (PHS), que falaram como devem atuar neste ano.

Dudu, que se coloca de maneira mais incisiva contra a base aliada do prefeito Firmino Filho (PSDB), afirmou que pretende honrar seu mandato. “Quero honrar o mandato que o povo me deu todos os dias, trabalhando muito, fazendo jus ao salário que recebo aqui, afinal, o povo nos paga R$ 18.800,00 para trabalharmos, o povo não quer saber de ‘lengalenga’”, afirmou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Entrevista com o Vereador DuduEntrevista com o Vereador Dudu

O petista também afirmou que atualmente há uma grande quantidade de obras da Prefeitura paradas. “Espero que o prefeito Firmino Filho possa vir pedir desculpas e perdão ao povo de Teresina, por estas obras paralisadas por toda a cidade”, disparou.

Cida Santiago (PHS) falou de maneira mais branda, ressaltando a importância de se opor politicamente, mas de maneira responsável. “Esse ano vai movimentar muito esta casa, porque é ano de eleição, mas, independentemente de eleições, vamos manter nossa postura de forma responsável, até porque a nossa oposição na casa é para que o povo tenha essa representatividade, porque se só houvesse vereadores da base [de Firmino], ficaria muito difícil para o povo contar com essa casa”, declarou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Cida SantiagoCida Santiago

Dudu e Cida integram a oposição na Câmara junto de Deolindo Moura (PT) e, mais recentemente, Joaquim do Arroz (PRP) e Zé Nito (MDB), este último tendo rompido com a situação após a guerra declarada entre Themístocles Filho (MDB) e Firmino Filho (PSDB).