Eleições 2020

Dudu entra na ‘briga’ pela presidência do Diretório Estadual do PT

O vereador não pretende abrir mão do espaço em favor de um consenso ao nome do deputado estadual Franzé Silva, até aqui o mais cotado para assumir as rédeas da agremiação.

Germana Chaves
Teresina
13/07/2020 11h53 - atualizado 11h54

Definitivamente o PT não é um partido de consenso fácil e o clima de impasse deve se repetir agora na definição do nome que deverá assumir o comando do Diretório no Piauí, após o falecimento do deputado federal Assis Carvalho.

O vereador de Teresina, Dudu Borges, decidiu apresentar o nome como alternativa ao cargo, que ele já disputou com Assis e foi derrotado. O parlamentar municipal não pretende abrir mão do espaço em favor de um consenso ao nome do deputado estadual Franzé Silva, até aqui o mais cotado para assumir as rédeas da agremiação, sobretudo, nesse período eleitoral.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereador DuduVereador Dudu

Uma deliberação interna do PT já havia acenado para a estratégia de colocar na presidência um deputado principalmente, pela visão macro das disputas em todo o Estado, sobretudo, na Capital.

Em recente entrevista à nossa reportagem, Franzé afirmou que não havia clima de disputa e que a definição se daria com base em um entendimento coletivo. O deputado também se colocou à disposição do partido.

Wellington fora dos diálogos

O GP1 conversou com o governador Wellington Dias (PT-PI) nesta segunda-feira (13) sobre o tema, e ele adiantou que não vai interferir nas discussões. “A direção do PT é quem está cuidado do PT”, avisou Dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deputado federal Assis Carvalho morre aos 58 anos em Oeiras

“Não há ambiente de disputa”, diz Franzé Silva sobre Diretório do PT

Wellington Dias afirma que não vai interferir na escolha do novo presidente do PT