Teresina - PI

Dudu não acredita em aliança entre PT e Fábio Abreu no 1º turno

Uma possível aliança entre o PT e o PL tem sido alvo de comentários nos bastidores e o próprio governador Wellington Dias (PT), já manifestou simpatia ao nome de Fábio Abreu.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
14/01/2020 20h02 - atualizado 20h21

O vereador Dudu Borges (PT) afirmou nesta terça-feira (14) que não concorda com uma aliança ainda no primeiro turno entre o PT e Fábio Abreu (PL) na disputa pela Prefeitura de Teresina. Ele defendeu a união da oposição apenas no segundo turno.

Uma possível aliança entre o PT e o PL tem sido alvo de comentários nos bastidores e o próprio governador Wellington Dias (PT), já manifestou simpatia ao nome de Fábio Abreu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereador DuduVereador Dudu

Questionado sobre o assunto, o vereador explicou que o Partido dos Trabalhadores segue apoiando o nome de Fábio Novo e que acredita que no primeiro turno é melhor que a oposição tenha vários candidatos.

“A oposição tem quatro deputados e acredito que a melhor estratégia para fortalecer as campanhas proporcionais é que cada partido tenha a sua candidatura, nós com muita discussão chegamos ao nome do Fábio Novo, ainda tem o Fábio Abreu, o Dr. Pessoa e o Georgiano. São candidaturas que possuem um pensamento em comum, uma candidatura diferente da que está aí, agora se a gente vai unificar no primeiro turno, precisamos de uma discussão mais profunda. Eu não acredito que você unificando melhora a performance da oposição”, destacou.

Ele defendeu a união da oposição apenas no segundo turno. “Posso afirmar que esses quatros nomes estarão juntos na estratégia do segundo turno, pois no primeiro turno temos que defender as bandeiras partidárias e as propostas de governo. Eu tenho dito que independente do nome, o Fábio Novo conseguiu um grande feito, de não ter no ano que antecede a eleição uma discussão em torno do PT, então de agora em diante, é fazer o mais importante, fazer o plano de governo, para fazer um programa robusto e real. A estratégia de coligação só é viável no segundo turno”, defendeu.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fábio Abreu considera difícil aliança com o PT em Teresina

Fábio Abreu vai se reunir com Executiva do PL para definir candidatura

Wellington diz que Fábio Abreu tem apoio de outros membros do Governo

Mais conteúdo sobre: