Polícia

Eduardo Villas Bôas se diz preocupado com militares nos Estados

Atualmente 2,8 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica foram enviados para o Rio Grande do Norte.

Andressa Martins
Teresina
01/01/2018 09h38 - atualizado 09h40

O general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, publicou em seu perfil no Twitter que se preocupa com a frequente solicitação de intervenção das Forças Armadas para ações de segurança nos Estados. As Forças Armadas estão no estado do Rio Grande do Norte, onde os policiais civis e militares fazem greve.

“Preocupa-me o constante emprego do @exercitooficial em ‘intervenções’ (GLO) nos Estados. Só no Rio Grande do Norte, as Forças Armadas já foram usadas 3 vezes, em 18 meses. A segurança pública precisa ser tratada pelos Estados com prioridade ‘zero’. Os números da violência corroboram as minhas palavras”, afirmou.

  • Foto: Twitter Villas BôasComandante se diz preocupado com uso de militares nos EstadosComandante se diz preocupado com uso de militares nos Estados

A publicação foi feita no último sábado (30), quando o ministro da Defesa, Raul Jungmann, lançou a “Operação Potguar III” em Natal. Foram enviados 2,8 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica para reforçar o policiamento.

A greve dos policiais do Rio Grande do Norte começou no dia 19 de dezembro e desde então a média diária de homicídios subiu de 4,83 para 7,25 e o número de crimes violentos intencionais saltou de 40,34% para 87% no último sábado.

Mais conteúdo sobre: