Teresina - PI

Edvaldo Marques afirma que Teresina vai avançar no saneamento

Edvaldo Marques concorreu ao cargo de vereador, mas não foi reeleito. Ele afirma que ficou feliz em receber o convite do prefeito Firmino.

Bárbara Rodrigues
Teresina
03/01/2017 10h33 - atualizado 10h34

Em entrevista ao GP1, o novo diretor presidente da Arsete, o coronel Edvaldo Marques (PSB), falou sobre o trabalho que pretende realizar à frente da autarquia. Ele foi empossado na segunda-feira (2) pelo prefeito Firmino Filho (PSDB) e afirmou que um dos objetivos é a melhoria do esgotamento na capital.

Edvaldo Marques concorreu ao cargo de vereador, mas não foi reeleito. Ele afirma que ficou feliz em receber o convite do prefeito Firmino. “Muito honrado com o convite do prefeito para assumir a Arsete, que é uma Agência Reguladora dos Serviços Públicos Municipais, especificamente, saneamento básico, abastecimento de água e esgotamento sanitário. Então vamos olhar a nossa legislação, olhar o contrato que existe entre o município e o estado e cumprir a missão de fiscalizar e dar cumprimento a essa competência que o município deu para o estado”, disse.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Edvaldo MarquesEdvaldo Marques

Atualmente a capital piauiense possui apenas 17% de saneamento e ele destacou que esse é um dos principais desafios. “É uma das capitais mais defasadas em saneamento básico e nós queremos principalmente esgotamento sanitário, pois em Teresina isso se reflete em apenas 17%. Devemos avançar muito nessa área, pois queremos estar fazendo até a proteção da saúde pública para a população”, afirmou.

Ele comentou a conversa entre o prefeito e os novos gestores que assumiram cargos na prefeitura, onde foi enfatizado que serão realizados cortes de gastos. “[O Firmino] conversou com todos os auxiliares. Vamos estar não só na manutenção do órgão, mas fazendo uma redução nos cargos comissionados para poder o município se ajustar a um problema que é nacional, do estado e do município”, finalizou.