Teresina - PI

Empresário diz que marido de Joice Hasselmann não conhece o PSL

“Querem impor o marido dela [Hasselmann] para assumir, mas ele não tem trabalho nenhum feito [no PSL]. Impor alguém só porque é marido de deputada é tenebroso para o partido”, criticou Nel.

Germana Chaves
Teresina
11/06/2020 15h03 - atualizado 15h20

O GP1 conversou na manhã desta quinta-feira (11) com o empresário Manoel Lopes, mais conhecido como Nel, que foi recentemente retirado da presidência do PSL de Teresina. Ele explicou que foi pego de surpresa com a alteração e criticou o fato de haver um movimento nacional para colocar em seu lugar o médico piauiense Daniel França, que é marido da deputada federal Joice Hasselmann, ex-aliada de Jair Bolsonaro que se tornou uma das maiores adversárias do presidente.

Bolsonarista fervoroso, Nel acredita que o fato de defender as bandeiras do presidente da República culminou com sua destituição do cargo. O empresário afirma que começou uma verdadeira caça às bruxas no PSL.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Manoel Lopes Manoel Lopes

“Querem impor o marido dela [Hasselmann] para assumir, mas ele não tem trabalho nenhum feito [no PSL], não conhece os pré-candidatos do partido. Impor alguém só porque é marido de deputada é tenebroso para o partido. Defendo a bandeira do Bolsonaro e sei que o Bivar [presidente nacional do PSL] teve rompimento com Bolsonaro. Aí fiquei na minha, postando e defendendo o que eu defendo. Mas o acirramento [de Bolsonaro] com a Joice Hasselmann veio à tona. Vai começar a caça às bruxas e chegou aqui no Piauí, mas não tem problema algum”, disse ele.

Manoel Lopes acredita que o presidente do PSL no Piauí, vereador Luís André, deveria ser o responsável para definir o nome do novo dirigente da sigla em Teresina.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Luís André descarta lançar pré-candidato a prefeito pelo PSL

Vereador Luís André confirma saída de Valter Rei das Motos do PSL