Teresina - PI

Empresário é roubado dentro de casa lotérica no Morada Nova

A vítima relatou que iria fazer pagamentos de vários boletos e que quando tirou o dinheiro do bolso, o acusado, que estava armado, tomou a quantia e fugiu rapidamente.

Brunno Suênio
Teresina
Laura Moura
Teresina
19/06/2019 13h23 - atualizado 14h23

O empresário Roldão Sales, proprietário de uma churrascaria, teve R$ 2 mil roubados na tarde dessa terça-feira (18) durante assalto dentro de uma casa lotérica localizada no bairro Morada Nova, zona sul de Teresina. Uma câmera de segurança flagrou toda a ação. O proprietário da loteria onde ocorreu o crime informou que já pagou os boletos da vítima.

O comerciante havia deixado a esposa na fila do estabelecimento e se dirigiu até uma lan house situada na região para poder imprimir um dos boletos que seriam pagos. Ao retornar para a lotérica, voltou para a fila. A companheira já havia entregue os boletos e o empresário estava contando o dinheiro quando foi abordado pelo suspeito.

“Eu fui no banco, saquei o dinheiro, por volta de meio-dia e fiquei até 14h com o dinheiro no bolso. Eu fui para casa, peguei os boletos, busquei a minha esposa e fomos para a Casa Lotérica. Chegando lá, ela ficou na fila do caixa e eu fui na lan house imprimir um dos boletos que estava atrasado. Eu dei o dinheiro para ela embolado em um papel. Quando eu voltei, eu entreguei o boleto e ela disse para eu ficar na fila. Mas, tinha um rapaz de atitude suspeita na fila. Minha esposa já havia entregue os boletos e eu estava contando o dinheiro, quando ele colocou a arma na minha cabeça, tomou o dinheiro e foi embora”, contou Roldão.

O comerciante, então, registrou o Boletim de Ocorrência (B.O) com a própria Polícia Militar. Ele revelou ao GP1 que esta é a segunda vez que tal fato ocorre com ele. “Já é a segunda vez que isso aconteceu. Na primeira vez eu peguei três coronhadas na cabeça. Eu vejo essa situação com tristeza e revolta. Eu pago meus impostos, emprego algumas pessoas. Enquanto nós estamos trabalhando, alguns estão arquitetando isso. Existe um bom policiamento, a gente vê viaturas da PM direto. Mas eles não têm como dar conta”, concluiu.

Mais conteúdo sobre: