Piauí

Equatorial reforça atendimento durante o período chuvoso no Piauí

Neste período, especialmente quando as chuvas vêm associadas a fortes ventos e descargas atmosféricas, o impacto de objetos estranhos na rede é maior.

08/03/2020 08h30 - atualizado 08h31

As últimas semanas no Piauí foram marcadas por chuvas intensas, com descargas elétricas e fortes ventos, conferindo ao período chuvoso do Estado, que tradicionalmente vai de janeiro a abril, características atípicas em 2020. No consolidado até fevereiro deste ano, segundo levantamento do Centro de Operações da Equatorial Piauí, na capital, o índice pluviométrico acumulado em 2020 já é 32% maior que o mesmo período do ano passado.

Em levantamento realizado pelo professor de Climatologia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) Werton Costa, na média mensal, o volume histórico de chuvas em Teresina para o mês de fevereiro ficava na faixa de 235 mm, mas já ultrapassou a marca de 330 mm em fevereiro deste ano (41% acima da média). Para a Equatorial Piauí, no entanto, o maior ponto de atenção no período chuvoso são os ventos que, em fevereiro deste ano já atingiram rajadas de 47 km/h.

Neste período, especialmente quando as chuvas vêm associadas a fortes ventos e descargas atmosféricas, o impacto de objetos estranhos na rede (outdoors, placa de publicidades ou sinalização, dentre outros) ou galhos de árvores, é maior. Neste ano, várias ocorrências de falta de energia já foram registradas com árvores inteiras sendo arrancadas pela força do vento e atingindo a rede elétrica, o que evidencia a atipicidade do período.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Funcionário da Equatorial Piauí Funcionário da Equatorial Piauí

Atuação – A distribuidora reforça que, em situações de contingência, rapidamente amplia o quantitativo de colaboradores para atendimento emergenciais em todo o Estado, contando com mais de 400 equipes de forma atuante durante os períodos de aumento de ocorrências decorrentes do período chuvoso. O diretor de operações da Equatorial Piauí, Cosme Cezário, explica a importância das ações realizadas ao longo dos últimos meses. “Sabemos que ainda há um grande caminho a ser percorrido, mas estamos trabalhando com ações permanentes e essenciais para obtermos melhoria, com resultados a curto e médio prazo”, reforça o Diretor.

As ocorrências registradas nesse período podem ter níveis de complexidade diferentes, exigindo muitas vezes o deslocamento de equipes mais especializadas para atuação emergencial, o que pode acarretar no aumento do tempo médio de atendimento, considerando que, para garantir a segurança dos profissionais envolvidos, a maioria dos serviços não pode ser realizada enquanto ainda está chovendo.

É importante lembrar aos clientes que o sistema de fornecimento de energia da Equatorial também conta com equipamentos que realizam a proteção da rede em caso de curto circuito, desligando áreas específicas para minimizar a abrangência da interrupção do fornecimento de energia e garantir a segurança dos clientes afetados.

Melhorias – Diante do cenário recebido pela Equatorial Piauí, ao assumir a concessão da distribuição de energia no Estado no final de 2018, caracterizado por problemas históricos relacionados à estrutura deficiente da rede e de poucos investimentos estruturantes nos anos anteriores a gestão atual, a empresa tem realizado ações em várias frentes de melhoria, que vão desde às manutenções preventivas das redes de distribuição ao aporte de grandes investimentos para a construção de novas subestações, linhas e alimentadores de distribuição, na capital e interior.

Ações estruturantes – As ações realizadas envolvem manutenções preventivas na rede de distribuição de energia elétrica, o que inclui inspeções gerais nas subestações, reforço nos alimentadores e troca de cabos mais frágeis por cabos protegidos e isolados, que garantem melhor resistência em situações adversas. As ações de reforço também contemplam a substituição de postes danificados, lavagem da rede no litoral, para reduzir o efeito do salitre, e redimensionamento do quantitativo de clientes atendidos pelo mesmo transformador de energia, visando evitar possíveis sobrecargas.

Para dar suporte ainda maior às ações corretivas e de manutenção, grandes obras estão sendo inauguradas em todo o Estado. Em janeiro, foi inaugurada a nova linha de distribuição de energia Piripiri Esperantina, com mais de 73 km e investindo R$ 23 milhões de reais para reforço da energia de 13 municípios da região norte do Estado. Ainda no primeiro semestre, há a previsão de entrega de mais 04 novas subestações, sendo 03 na região Sul e a Subestação Esplanada, em Teresina, para melhorar o fornecimento de energia. No final do ano, a Empresa também entregará a Subestação Ininga, obra que visa melhorar o fornecimento para a região leste da Capital.

Canais – A Equatorial Piauí disponibiliza a seus clientes dois canais de atendimentos para informar a falta de energia em sua localidade: o Call Center, pelo número 0800 086 0800 ou por meio da assistente virtual Clara, inteligência artificial que atende via mensagem de texto (whatsapp) onde o cliente precisa apenas adicionar em seus contatos o número (86) 3228-8200.

É importante também que o cliente identifique quando árvores em sua residência estejam próximas à rede elétrica, acionando a Equatorial Piauí, solicitando a equipe de poda de árvores por meio do call center da Distribuidora, 0800 086 0800.

Mais conteúdo sobre: