Política

'Está na lei que esses laudos são segredo', diz Bolsonaro sobre teste

Presidente declarou que as pessoas não são obrigadas a revelar se estão ou não com a doença.

Por  Estadão Conteúdo
25/03/2020 10h25 - atualizado 10h52

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira, 25, que o Hospital das Forças Armadas (HFA) está respaldado por lei ao omitir informações sobre a lista de infectados com o novo coronavírus. Além disso, ele declarou que as pessoas não são obrigadas a revelar se estão ou não com a doença.

Ao deixar o Palácio da Alvorada, o chefe do Planalto questionou a jornalistas se achavam que ele estaria escondendo algo. "Você acha que eu estou escondendo alguma coisa? Está na lei que esses laudos são segredo. Quer que eu te mande a lei? Respeita a lei. Se um tiver aqui, não é obrigado a revelar se está ou não com o vírus."

O hospital omitiu ao governo do Distrito Federal dois nomes em uma lista de infectados com a covid-19. Uma relação de 17 infectados, sendo que 15 estão identificados, foi entregue ao governo do DF. O presidente Jair Bolsonaro foi uma das autoridades que fizeram exame no local, mas afirmou nas redes sociais ter testado negativo.

Ao seu lado, estava o chefe da ajudância de ordens da Presidência, Major Cid, que testou positivo para o coronavírus. O militar afirmou que ficou 14 dias em casa e que correu tudo bem.