Teresina - PI

Evaldo Gomes assina ficha de filiação do vereador Fábio Dourado

A filiação de Fábio Dourado, que também estava de máscara, ocorreu na Câmara Municipal de Teresina, na manhã desta segunda-feira (23).

Germana Chaves
Teresina
23/03/2020 17h40 - atualizado 24/03/2020 09h12

Usando máscara, o deputado estadual Evaldo Gomes, presidente do Diretório do Solidariedade no Piauí, assinou a ficha de filiação do vereador de Teresina Fábio Dourado. O ato contou com poucas pessoas, para evitar a proliferação do novo coronavírus (covid-19). A filiação de Fábio Dourado, que também estava de máscara, ocorreu na Câmara Municipal de Teresina, na manhã desta segunda-feira (23).

“O momento é de ficarmos em casa unindo forças para combater esta pandemia. Hoje fizermos como determina a lei Eleitoral e o TSE, continuaremos fazendo filiações para quem pretende disputar as eleições municipais, tomando todos os cuidados de prevenção necessários para esse período. Filiamos o vereador Fábio Dourado, uma grande conquista por ser um parlamentar atuante e, sobretudo, por se identificar com as bandeiras do nosso partido, que é defender os interesses dos trabalhadores e da população”, comemorou Evaldo durante entrevista ao GP1.

  • Foto: Divulgação AscomEvaldo Gomes e Fábio DouradoEvaldo Gomes e Fábio Dourado

O Solidariedade também vai receber outro vereador da Capital, Gustavo Gaioso. “Ele ficou de marcar a data da filiação dele”, explicou Gomes.

Eventos cancelados

Devido a pandemia de coronavírus, vários partidos políticos tiveram que cancelar as atividades pré-eleitorais. O evento do Solidariedade seria realizado no dia 19 de março. “Esse é o momento de fazermos a nossa parte para evitarmos algo pior”, frisou Gomes.

Adiamento

Alguns políticos estão defendendo o adiamento das eleições por conta da crise causada pela pandemia. Os senadores piauienses Ciro Nogueira (Progressistas) e Elmano Férrer (Podemos) defendem essa proposta.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Evaldo cancela evento de filiação do Solidariedade devido ao coronavírus

Veja o que pode funcionar no comércio após decreto de Wellington Dias

Em novo decreto, Wellington manda suspender serviços e comércio no Piauí