Teresina - PI

Ex-funcionária rouba R$ 2 mil do restaurante La Ganadaria

A mulher chegou a alegar que havia sido sequestrada pelos acusados, já que não havia participado da abordagem no restaurante. No entanto, após muita insistência dos policiais, ela confessou o crime.

Cinara Taumaturgo
Teresina
08/09/2018 12h22 - atualizado 10/09/2018 12h28

O restaurante La Ganadaria, no bairro Pirajá, zona norte de Teresina, foi alvo de bandidos na madrugada desse sábado (08). Uma ex-funcionária identificada como Michele Ramos de Sousa, na companhia de outros quatro comparsas, roubaram mais de R$ 2 mil do local. Após a ação criminosa, a Polícia Militar conseguiu prender a mulher e Severino Manoel Pereira da Silva.

  • Foto: Divulgação/PMCasal é preso por assaltar restaurante na zona norte de TeresinaCasal é preso por assaltar restaurante na zona norte de Teresina

Segundo informações do major Bezerra, do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE), cinco criminosos estavam rondando o restaurante enquanto esperavam a melhor oportunidade de fazerem a abordagem. Já no final do expediente da sexta-feira (07), os criminosos renderam os seguranças e assaltaram o restaurante levando cerca de 2 mil reais. Após o assalto, os acusados empreenderam fuga em um carro modelo Fiat Uno.

Uma viatura do RONE localizou o carro na Avenida Maranhão e iniciou um acompanhamento até a Avenida Henry Wall de Carvalho, onde os policiais conseguiram abordar o veículo, no qual só havia o casal. Com os acusados foram apreendidos um revólver calibre 38 com quatro munições, duas bolsas femininas, um relógio, um celular, o veículo e cerca 1.752 reais.

Michele chegou a alegar que havia sido sequestrada pelos acusados, já que não havia participado da abordagem no restaurante. No entanto, após muita insistência dos policiais, ela confessou ter participado do crime. “Eles estavam bebendo, quando acabou o dinheiro e decidiram assaltar o caixa (do restaurante)”, afirmou o major Bezerra.

A dupla foi conduzida para a Central de Flagrantes de Teresina, onde foram realizados os procedimentos legais. A Polícia Civil assumirá a investigação e se encontra em diligências em busca dos demais acusados.