Teresina - PI

Falso delegado preso pelo Greco é solto após pagar fiança

Segundo o delegado Tales, a suspeita era que Afonso Brandão se passava por delegado para intimidar as pessoas e praticar roubos.

Willyam Ricardo
Teresina
13/02/2020 14h24 - atualizado 15h22

Afonso Soares Brandão Júnior, suspeito de se passar por delegado de Polícia Civil, foi solto na tarde dessa quarta-feira (12). Afonso foi preso na manhã de ontem durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão ocorrido na zona norte de Teresina.

Em entrevista ao GP1, o delegado Tales Gomes, coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), afirmou que por se tratar de um crime envolvendo posse ilegal de arma de fogo, coube fiança. O delegado não entrou em detalhes acerca da informação que Afonso possa pertencer ao Conselho Estadual dos Detetives Agentes de Investigação (CEDAIC), como chegou a circular na imprensa local.

  • Foto: Reprodução/WhatsAppAfonso Soares Brandão Júnior, falso delegadoAfonso Soares Brandão Júnior, falso delegado

“Tem um conselho onde eles se chamam de delegados, de agentes. Mas foi efetuada a fiança e foi solto, crime de uso ilegal de arma de fogo cabe fiança e ele foi solto”, afirmou o delegado Tales.

Entenda o caso

Os policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prenderam no final da manhã desta quarta-feira (12), na zona norte de Teresina, um homem identificado como Afonso Soares Brandão Júnior, suspeito de se passar por delegado da Polícia Civil do Piauí.

De acordo com o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, Afonso Brandão foi preso em um condomínio de apartamentos na região da Santa Maria da Codipi. “Recebemos a informação que tinha um sujeito se passando por delegado em Teresina e até mesmo no interior do estado. Conseguimos identificar o sujeito e o local onde estava residindo. Tínhamos informação que ele usava arma de fogo e praticava crimes se passando por delegado. Após a identificação, da qualificação dele e do endereço representamos pela busca e apreensão e o juiz Luís Henrique [da Central de Inquéritos] prontamente concedeu o mandado. Chegamos ao apartamento e ele nos recebeu com uma pistola na cintura, mas não reagiu”, declarou.

  • Foto: Reprodução/WhatsAppAfonso Soares Brandão Júnior, falso delegadoAfonso Soares Brandão Júnior, falso delegado

Com ele foram encontrados vários documentos, armas de fogo e outros objetos que foram apreendidos durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão. Dentre os documentos apreendidos estavam uma carteira falsa de delegado e um distintivo falsificado. De acordo com a Polícia Civil, Afonso Brandão já tem passagem na polícia por violência doméstica e roubo de carro.

Ainda segundo o delegado Tales, a informação preliminar é que Afonso Brandão se passava por delegado para intimidar as pessoas e praticar roubos. “As informações que nós temos é que ele fazia isso para poder chegar na pessoa, abordar e roubar, porque a vítima vendo que o sujeito é polícia não vai querer denunciar, com medo”, colocou o delegado.

Mais conteúdo sobre: