Amarante - PI

Falsos policiais são indiciados acusados de roubar carros no Piauí

O delegado Otony Nogueira informou que os acusados foram presos após um roubo de uma Hilux da Prefeitura de Francisco Ayres.

Davi Fernandes
Teresina
31/12/2019 14h35 - atualizado 14h39

A Polícia Civil do município de Amarante indiciou no final de dezembro deste ano dois homens identificados pelas iniciais C. F. E e K. E. da S.O, acusados de roubarem veículos se passando por falsos policiais no estado do Piauí.

Em entrevista ao GP1, nesta terça-feira (31), o titular da Polícia Civil de Amarante, delegado Otony Nogueira, informou que em novembro deste ano quatro criminosos, usando armas de fogo, coletes e distintivos, abordaram um motorista de Prefeitura de Francisco Ayres e roubaram uma Hilux, na zona rural de Amarante.

  • Foto: Divulgação/PC-PIMaterial encontrado com os suspeitosMaterial encontrado com os suspeitos

“Na data de 30 de novembro, na localidade Torres, zona rural de Amarante, quatro homens com armas em punho e com coletes e distintivos, abordaram o motorista e roubaram uma Hilux prata, locada para a prefeitura de Francisco Ayres. No mesmo dia, a troca de informações com a Polícia Rodoviária Federal fez com que dois dos suspeitos fossem capturados no bairro Porto Alegre em Teresina”, informou.

Soltos em audiência

Ainda conforme o delegado Otony Nogueira, ao serem presos a polícia conseguiu encontrar o veículo roubado, distintivos, coletes balísticos, celulares, um notebook, algemas e armas de fogo. Após isso, os dois passaram por audiência de custódia e em seguida foram soltos.

“Com eles foram apreendidos a dita camionete roubada, distintivos, capa de coletes balísticos, dois celulares, um notebook, um par de algemas, um revólver calibre 38, com seis munições intactas, e ainda um simulacro de pistola .40, e presos em flagrante delito. Ambos foram soltos em audiência de custódia”, ressaltou.

Após o andamento das investigações, a Polícia Civil indiciou a dupla por roubo majorado e associação criminosa. O inquérito já foi encaminhado à Justiça e as investigações seguem no intuito de encontrar demais envolvidos.

Mais conteúdo sobre: