Teresina - PI

Filho pede justiça pela morte do sargento Marcos Roberto e faz desabafo

O sargento foi assassinado a tiros na noite desta terça-feira (4) no bairro Porto Alegre, na zona sul de Teresina.

Jeyson Moraes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
05/08/2020 10h31 - atualizado 10h42

Familiares e amigos dão o último adeus ao sargento Marcos

Na manhã desta quarta-feira (5), foi velado o corpo do sargento Marcos Roberto, assassinado a tiros na noite desta terça-feira (4) no bairro Porto Alegre, na zona sul de Teresina. O velório aconteceu na Paróquia Militar de São Sebastião e contou com a presença de amigos, familiares e colegas de farda.

Guilherme Freitas, filho do sargento Marcos, lamentou a morte precoce do pai. Visivelmente emocionado, ele contou que o sargento deixa esposa e seis filhos. “Nós somos seis filhos. O nosso sentimento é de tristeza porque há dois meses nós estávamos enterrando a mãe dele, nossa avó. Estamos em luto por causa dela e agora com essa tragédia que infelizmente aconteceu”, lamentou.

Justiça

O filho do policial ainda pediu Justiça pela morte do pai. Segundo ele, o sargento Roberto era uma pessoa alegre e bastante familiar, que sempre estava tentando reunir a família.

“O que eu quero pedir para as autoridades é justiça, ele era um homem de boa índole, pai de família, alegre, brincalhão, ele que juntava toda a família, tanto irmãos, como primos e nós filhos estamos em imensa tristeza", desabafou.

Recém-promovido

O sargento Marcos Roberto entrou na corporação da Polícia Militar no ano de 1991 e ainda comemorava a promoção ao cargo de sargento, que ocorreu no dia 17 de junho deste ano. “Ele estava muito feliz porque tinha sido promovido a sargento, até me ligou dando a notícia e comemoramos”, contou Guilherme.

Entenda o caso

O sargento da Polícia Militar do Piauí, identificado como Marcos Roberto Freitas, foi morto a tiros, na noite desta terça-feira (04), no bairro Porto Alegre, zona sul de Teresina.

Segundo informações da polícia, o sargento trabalhava no sistema penitenciário. Uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionada, mas quando chegou ao local, o policial já estava morto.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Corpo do sargento Marcos Roberto é velado na capela da Polícia Militar