Teresina - PI

Firmino autoriza apreensões e multas em barreira entre Timon e Teresina

O documento prevê punições para quem desrespeitar o decreto, como pagamento de multas e apreensão de veículos. Essa é mais uma medida para tentar diminuir a disseminação do novo covid-19 na capital.

Brunno Suênio
Teresina
Germana Chaves
Teresina
18/05/2020 13h05 - atualizado 15h01

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), editou um novo decreto nesta segunda-feira (18) que autoriza apreensão de veículos e multa nas barreiras sanitárias entre Teresina e Timon. A partir de agora, para ter acesso ao município de Teresina, as pessoas deverão apresentar documentos de identificação, CNH do condutor e comprovante de endereço residencial, bem como documentos referentes ao veículo, como Certificado de Registro e Licenciamento Veicular (CRLV).

Segundo o prefeito, a medida é mais uma tentativa de diminuir a disseminação do novo coronavírus na capital. Além disso, será necessário a comprovar a necessidade de trafegar entre os dois municípios, seja por motivos de saúde, trabalho, ou qualquer outro.

Entenda como vai funcionar

Será permitido somente o tráfego para servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que atuam em serviços considerados essenciais e que moram no estado do Maranhão, mas trabalham em Teresina. Alguns casos de atendimentos de saúde também serão permitidos, além de outros casos especificados no decreto.

Para aquelas pessoas que se enquadrarem nos critérios do decreto e precisarem entrar no município de Teresina será necessário acessar o site http://barreiracovid19.fms.pmt.pi.gov.br e obter documento digital comprobatório a ser apresentado nas barreiras sanitárias.

Outras medidas

Em relação ao deslocamento de pessoas com sintomas relativos a covid-19, os pacientes deverão ser orientados a procurar atendimento no sistema de saúde do Estado do Maranhão, a fim de serem inseridos na Regulação do Sistema Único de Saúde, no município de Teresina.

Multa

O condutor que for flagrado trafegando em Teresina, em desacordo com o estabelecido no decreto, estará sujeito a multa no valor de R$ 195,23, por cada passageiro transportado. Além disso, está autorizada a apreensão de qualquer veículo ou meio de transporte, inclusive fluvial, que esteja transportando passageiros em desacordo com o decreto. O veículo ou meio de transporte apreendido será conduzido ao local adequado e ficará sob a tutela dos órgãos do poder municipal.

Fiscalização

As barreiras sanitárias serão coordenadas pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) me conjunto com membros da Vigilância Sanitária, Guarda Civil Municipal, Strans e ainda pela Polícia Militar do Piauí, caso haja necessidade.

As barreiras sanitárias já estão em funcionamento desde o mês passado nas três pontes que ligam Teresina a Timon. Desde o início, está sendo medida a temperatura de quem trafega entre as duas cidades. Timon tem hoje, segundo o último boletim divulgado pela Prefeitura do município, 95 casos confirmados, 272 casos suspeitos e dois óbitos.

Sobrecarga de leitos

Dados do Censo Hospitalar apontam que dos 165 leitos de UTI destinados exclusivamente para os pacientes com sintomas de covid-19, 110 estão ocupados, um percentual de 66,67% do total. O percentual de ocupação dos leitos de UTI geral também já está em 71,13%, o que significa que dos 284 leitos, 202 já estão ocupados.

O município de Teresina já atingiu 1.260 casos e 39 mortes, de acordo com dados divulgados pela Fundação Municipal de Saúde nesta segunda-feira (18).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Teresina tem 4 mortes em 24h e registra 1260 casos de coronavírus

Covid-19: mais de 64% dos leitos de UTI de Teresina estão ocupados

Mais conteúdo sobre: