Teresina - PI

Firmino Filho diz que 33 mil testes de antígenos chegarão em Teresina

O novo tipo de teste permite detectar o vírus ainda na fase inicial da doença, período em que a transmissão do coronavírus é maior.

Nathalia Carvalho
Teresina
25/06/2020 18h51 - atualizado 19h11

O prefeito Firmino Filho (PSDB) informou, nesta quinta-feira (25), que está adquirindo 33 mil testes rápidos de antígenos para testagem da covid-19 em Teresina.

O novo tipo de teste permite detectar o vírus ainda na fase inicial da doença, período em que a taxa de transmissibilidade do coronavírus é maior. O teste rápido de antígeno consegue detectar a doença entre o segundo e o sétimo dia do surgimento dos sintomas, através da coleta da secreção do nariz do paciente. Mas, diferente do teste rápido que o resultado sai em 15 minutos, esse novo tipo de teste requer 30 minutos para diagnosticar.

“Sabemos que a testagem em grande escala é a melhor alternativa para conter a disseminação da Covid-19 porque podemos identificar e isolar quem está infectado, além de rastrear seus contatos. Essa é uma das medidas essenciais, segundo a Organização Mundial de Saúde, para a retomada das atividades econômicas”, disse o prefeito Firmino Filho.

Diferença entre o teste rápido e o exame RT-PCR

Ainda há muita dúvida envolvendo esses dois tipos de testes para a Covid-19. O teste rápido está sendo aplicado nas Unidades Básicas de Saúde e é recomendado após o sétimo dia do surgimento dos primeiros sintomas. A coleta é feita por meio de uma pequena quantidade de sangue do paciente e o resultado sai em 15 minutos.

Já o RT-PCR que está sendo realizado em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) são para pacientes internados com quadro de saúde moderado ou grave. Nesse teste é coletada a secreção do nariz e da garganta, o exame pode ser feito entre o 2° e o 7° dia de sintoma.

O novo teste de antígeno também permitira a testagem na fase inicial da doença, ele é parecido com o RT-PCR. Nessa semana, os técnicos da FMS finalizaram uma pesquisa de validação para verificar a eficiência do teste rápido de antígeno, que detecta a proteína viral.

“Mais de 100 pacientes fizeram os dois: o teste rápido de antígeno e o exame RT-PCR que é a metodologia considerada padrão ouro para o diagnóstico da Covid-19 e percebemos que o novo modelo é também eficiente”, explica a gerente técnica do Laboratório Raul Bacelar, Symonara Faustino.

Mais conteúdo sobre: