Teresina - PI

Firmino Filho quer manter lockdown nos finais de semana em Teresina

Firmino explicou que amanhã o Comitê de Operações Emergenciais (COE) vai analisar os dados da pesquisa para saber se permanece o cronograma de abertura das atividades.

Bárbara Rodrigues
Teresina
12/08/2020 12h38 - atualizado 13h45

O prefeito Firmino Filho (PSDB) apresentou na manhã dessa quarta-feira (12) o resultado de mais uma etapa da pesquisa de investigação sorológica realizada na cidade de Teresina sobre o novo coronavírus. O prefeito manifestou que tem interesse em manter as restrições nos próximos finais de semana, com o fechamento de supermercados e postos de combustíveis.

A pesquisa é usada como base pelo prefeito para a determinação das medidas de combate à doença, principalmente em relação ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais. Firmino explicou que amanhã o Comitê de Operações Emergenciais (COE) vai analisar os dados da pesquisa para saber se permanece o cronograma de abertura das atividades e também se vai ser realizada novamente alguma restrição no final de semana.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Firmino FilhoPrefeito Firmino Filho

“Amanhã o COE vai se reunir para analisar a questão da reabertura. Na próxima semana temos a fase 3, vamos se reunir com o COE para ver se a gente dá continuidade ou não, devido a alguns indícios sobre a doença”, explicou o prefeito.

Ele disse que as restrições nos finais de semana devem permanecer, mas a decisão acontece apenas amanhã. “A doença está caindo, mas costuma dar sinais de cansaço nessa queda. A queda não é tão significativa, existem alguns indicadores que apontam que essa queda está estagnada e vamos fazer a reunião com o COE para saber sobre isso, onde vamos fazer o debate sobre os finais de semana. Vamos discutir isso e a princípio deve ser com as mesmas medidas dos finais de semana anteriores. Amanhã vamos fazer o decreto”, destacou.

Dados da pesquisa

Dessa vez foi realizada a 17ª etapa da pesquisa, no período de 7 a 9 de agosto. O número oficial é de 17.630 casos, mas a estimativa da pesquisa é que 172.969 pessoas tenham sido infectadas pela doença, ou seja, existem 10 vezes mais pessoas infectadas se comparado com os dados oficiais, já que muitas pessoas não apresentam sintomas e nem chegaram a fazer exames que confirmem a doença.

A zona sul é a que possui mais casos confirmados, com 42% dos casos confirmados, já a zona leste é menos afetada pela doença. A pesquisa ainda aponta que em relação ao gênero, a maioria dos casos são de mulheres. Em relação a faixa etária, pessoas com idade entre 25 e 34 anos são os que estão se infectando com a doença.

Em relação ao fator de risco, pessoas com pressão alta, obesidade, diabetes e asma são os que mais estão se infectando. Sobre os sintomas, a maioria dos infectados apresentam a dor de cabeça, coriza e a falta de cheiro e gosto.

O pico da doença em termos de atendimento foi na última semana do mês de junho, onde ocorreram mais de 20 mil atendimentos gripais e desde então tem ocorrido uma redução em relação aos atendimentos. A prefeitura registrou uma queda de 10,72% nos atendimentos, nos últimos 7 dias. O prefeito ainda apontou que está ocorrendo uma redução dos leitos de UTI e de enfermarias destinadas ao tratamento da covid-19.

“Nas últimas duas semanas tem tido um aumento de casos, mas é preciso avaliar qual o motivo, porque também teve um aumento de testes realizados, então isso impacta na quantidade de casos positivados. Então pode ser essa a justificativa, porque esses dados não batem com os que chegaram nas unidades de saúde. Outra possibilidade também, é que muitos casos antigos estão sendo confirmados agora, mas estamos estudando isso”, destacou.

Sobe as mortes, ele explicou que “os óbitos dos residentes, o pico foi na semana 26, foram 86 óbitos e depois teve outro pico na semana 29 com 87 óbitos e começou a reduzir significativamente, e na semana passada forma 45 óbitos. Essa semana já foram registrados 15. Ocorreu uma redução de 27,8% nos óbitos,

Isolamento social

“Houve uma queda grande no isolamento social, isso em vista a abertura do comércio, mas uma coisa interessante é que está se mantendo um respeito muito grande nos finais de semana, o que tem sido um bom indicador, mas de certa forma tem sido uma garantia para que essa retomada econômica não prejudique a população”, explicou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Alto contágio torna Brasil atrativo para testar vacina contra covid-19

Covid-19: maioria das pessoas que morreram no Piauí tinham problemas cardíacos

Covid-19: Polícia Militar do Piauí inicia nova testagem em massa na corporação