Teresina - PI

Francisco Nogueira é exonerado da Strans de Teresina

“Eu soube agora pela manhã que ele [Francisco Nogueira] foi exonerado. Acredito que são várias burradas, intervenções que fazem na cidade que as pessoas sofrem", disse Jeová.

Germana Chaves
Teresina
08/08/2019 13h53 - atualizado 13h55

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar, informou à imprensa na manhã desta quinta-feira (08) que o diretor de Transportes da Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans), Francisco Nogueira, foi exonerado do cargo. Para Jeová, a demissão foi motivada pela péssima qualidade dos serviços que o órgão presta à sociedade e completou que a cada ação da Strans uma “burrada” é feita.

“Eu soube agora pela manhã que ele [Francisco Nogueira] foi exonerado. Acredito que são várias burradas, intervenções que fazem na cidade que as pessoas sofrem. Ouvi uma vez que ‘toda mudança tem um impacto e você tem que ter a dor do parto’, mas eu sempre digo que a integração foi um aborto. As pessoas reclamam pelo atraso dos ônibus, pela péssima qualidade das obras. As vias expressas todas afundando. Dinheiro público saindo pelo ralo, um serviço de péssima qualidade. Infelizmente o sistema público de transporte é totalmente precário”, disparou Jeová.

  • Foto: Vitória Vivian/ GP1Diretor de Transportes Públicos, Francisco Nogueira Ex-diretor de Transportes Públicos, Francisco Nogueira

Fábrica de multas

Para o presidente da Câmara Municipal de Teresina, a Strans se tornou uma máquina de multar e afirmou que somente no ano passado, foram R$ 19 milhões arrecadados só com multas.

“O que a população esperava era que fosse feito um plano diretor do transporte para que melhorássemos. Hoje o principal papel da Strans é multar. Ano passado ela teve um acúmulo de R$ 19 milhões em multas. Infelizmente a cada mexida uma burrada”, reforçou Jeová Alencar.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cadeirante se urina por falta de banheiro acessível na Strans

Strans divulga locais com redutores de velocidade nesta quinta

Mais conteúdo sobre: