Política

Gil Carlos não vai disputar a reeleição para presidente da APPM

“Não seremos candidato, estamos trabalhando para que tenhamos um nome de consenso de alguém que tem experiência no movimento municipalista, que conheça o nosso estado", afirmou.

Wanessa Gommes
Teresina
Germana Chaves
Teresina
23/11/2018 06h10 - atualizado 07h14

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, declarou nesta quinta-feira (22) que não vai disputar a reeleição para presidente da APPM (Associação Piauiense dos Municípios), que será realizada no dia 18 de dezembro deste ano. Ele defendeu ainda o nome do atual vice-presidente Jonas Moura, prefeito de Água Branca.

“Não seremos candidato, estamos trabalhando para que tenhamos um nome de consenso de alguém que tem experiência no movimento municipalista, que conheça o nosso estado e que tenha uma boa relação com todos os prefeitos, em todos os campos políticos, com os partidos políticos e líderes que já foram eleitos”, anunciou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Presidente da APPM, Gil CarlosPresidente da APPM, Gil Carlos

Gil Carlos disse ainda que o nome defendido é do prefeito Jonas Moura: “Nós estamos propondo o nome de Jonas Moura, que é nosso vice-presidente e que tem feito um bom trabalho enquanto prefeito de Água Branca, e que assim ele possa unir todos os prefeitos em torno desse projeto de transformar a APPM cada vez mais em entidade representativa e que fortaleça o movimento municipalista do Piauí e nacional”, elogiou.

O gestor avaliou como positiva a sua gestão à frente da APPM: “Nós avaliamos que ao longo desses dois anos em que estivemos à frente juntamente com toda diretoria da APPM fizemos um trabalho propositivo, que deu ainda mais relevância à APPM como entidade interlocutora, entre os municípios, o Governo do Estado, o Governo Federal, órgãos federais e o controle externo. Conseguimos inserir a APPM na discussão de temas relevantes com bons relacionamentos com deputados estaduais e federais”.

Para o prefeito é importante dar a oportunidade a outra pessoa: “Nós estamos acreditando que é importante dar oportunidade a outra liderança para que dê a sua contribuição nessa política de fortalecer os municípios”.

Mais conteúdo sobre: