Teresina - PI

Homem é preso em flagrante com vários iPhones roubados em Teresina

De acordo com o chefe de investigação do 3º Distrito Policial, prisão ocorreu na tarde desta quinta-feira (14) e todo o material foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina.

Brunno Suênio
Teresina
Débora Dayllin
Teresina
14/03/2019 17h17 - atualizado 17h43

Força tarefa apreende vários iPhones roubados

Uma ação dos policiais da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí terminou com a prisão de um homem que estava com 13 aparelhos celulares, modelo Iphone, roubados.

De acordo com o chefe de investigação do 3º Distrito Policial, Hilton Barbosa, a prisão ocorreu na tarde desta quinta-feira (14) e todo o material foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina, juntamente com o acusado que ainda não teve o nome revelado.

“Nós já estávamos há mais de 3 meses investigando, fazendo monitoramento dele, e de outros também que estão com essa prática de pegar o celulares que são produtos de roubos e vender. No caso eles pegam dos próprios ladrões e repassam ali na Praça da Bandeira. E hoje por volta de 12h30 resolvemos fazer a abordagem, visualizamos ele desde a praça até o shopping, seguimos e conseguimos apreendê-lo. Em seu poder estavam cerca de 13 celulares e bastante carcaça de celular também. Ele confessa que todos os aparelhos são produtos de furto/roubo e que ele pegava para revender e adquirir lucro com aquela venda”, informou.

“Se trata de uma quadrilha sim, porque é de conhecimento geral, que os celulares que são roubados em Teresina, são em seguida vendidos lá na praça. Essa semana a polícia fez várias incursões naquele local, apreendemos mais outro montante de aparelhos celulares naquela região. Quem compra inclusive alimenta o crime, é bom que isso fique claro”, completou Hilton.

O chefe de investigação explicou ao GP1 que é indispensável para a manutenção da prisão do suspeito que as vítimas compareçam à Central de Flagrantes e reconheçam seus aparelhos.

“Nós entramos em contato com duas vítimas, para que viessem até a Central, pra fazer a identificação dos seus aparelhos, mas até o final da tarde não apareceram e isso dificulta um pouco nosso trabalho. Estamos divulgado e esperamos que com isso, as vítimas nos procurem para resgatar esses aparelhos. Pois a medida que elas forem aparecendo podemos pedir a prisão dele de fato pela receptação desses celulares”, explicou Hilton.