Floriano - PI

Hospital de Floriano usa corticoides para tratar pessoas com covid-19

A eficácia da medicação foi constatada por médicos espanhóis que estão na linha de frente do coronavírus em Madri, capital da Espanha.

Victória Xavier
Teresina
11/05/2020 18h23 - atualizado 14/05/2020 19h09

O Hospital Regional Tibério Nunes, localizado no município de Floriano, tem se tornado uma referência no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus (covid-19). O diretor técnico do hospital, o médico Justino Moreira explicou a TV Cidade Verde que os bons resultados surgiram após o uso de medicamentos corticoides.

A eficácia da medicação foi constatada por médicos espanhóis que estão na linha de frente do coronavírus em Madri, capital da Espanha. Corticoides são hormônios que possuem ação anti-inflamatória, muito utilizados no tratamento como asma, alergias, artrite reumatoide, lúpus e outros.

O diretor também contou que apenas os pacientes que estão na segunda fase da doença recebem a medicação. “Na primeira semana o vírus fica circulando no corpo e pode apresentar alguns sintomas. Depois dessa fase, a gente tem introduzido aqui em Floriano medicações como a hidroxocloroquina de forma precoce. Não temos dados para saber se tem uma evidência boa, mas é o que a gente vem usando no momento e em torno de 24 horas os pacientes melhoram bastante”, detalhou o médico Justino Luz.

Na cidade da Madri, o diretor Justino Luz informou que depois que começaram a aplicar corticoides nos infectados a taxa de mortalidade caiu de 20% para 1 a 2%. "Em Madri são mais de 50 hospitais, lá todo dia pela manhã, os médicos de cada hospital se reúne para discutir essa doença (Covid-19) e por isso conseguiram chegar a essa resposta do corticóide injetável na veia na segunda semana. Quando eles conseguiram acertar a mão: a mortalidade de 20% caiu para em torno de 1 a 2%. De forma que eles passaram esse conhecimento adquirido para a gente e estão publicando os resultados", finalizou o médico.