Política

Jair Bolsonaro testa positivo novamente para o novo coronavírus

Em nota, Secom disse que o presidente, que está em isolamento no Palácio da Alvorada, 'segue em boa evolução de saúde'.

Nayrana Meireles
Teresina
22/07/2020 08h17 - atualizado 08h59

O presidente Jair Bolsonaro testou positivo para a covid-19 no teste realizado na terça-feira, 21, segundo a Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações. O presidente contava com um resultado negativo para "voltar à normalidade" e fazer viagens para o Nordeste.

"O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República", diz a nota.

  • Foto: Gabriela Biló/Estadão ConteúdoJair BolsonaroJair Bolsonaro

Ontem, o presidente disse que tinha feito um novo exame e que a expectativa era que desse negativo. Ele tinha previsão de viajar para o Piauí e para a Bahia nos próximos dias. No Piauí, o chefe do Executivo deveria visitar o Parque Nacional da Serra da Capivara. Também existia a possibilidade de ele participar da entrega de uma adutora do Ministério do Desenvolvimento Regional em Campo Alegre de Lourdes (BA).

O presidente anunciou em 7 de julho que testou positivo para covid-19. Desde então, Bolsonaro está em isolamento no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência, de onde despacha por videoconferência com ministros e autoridades. O presidente fez outro exame no dia 14, também positivo.

Dois ministros informaram nesta semana que receberam diagnóstico positivo para a covid-19: Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Milton Ribeiro (Educação).

Após Bolsonaro afirmar ter sido diagnosticado com a covid-19, ao menos treze ministros que se encontraram com o presidente também fizeram exames.

Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretária de Governo), Braga Netto (Casa Civil), Levi Mello (AGU), Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Roberto Campos Neto (Banco Central) realizaram testes rápidos, que deram negativo.

Os dados mais recentes da Secretaria-Geral da Presidência, de 10 de julho, indicam 128 casos de coronavírus no Planalto, onde trabalham 3.400 pessoas. No balanço anterior, com informações de 3 de julho, eram 108 infectados. Ou seja, no intervalo de uma semana foram confirmados mais 20 casos da doença, uma média de quase três novos por dia.