Teresina - PI

Joaquim do Arroz critica não aprovação de emenda para transporte

Joaquim do Arroz queria destinar parte dos recursos da área de comunicação para ajudar na melhoria do transporte eficiente que é destinado a pessoas com deficiência física.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Jonas Carvalho
Teresina
18/06/2019 13h58

O vereador Joaquim do Arroz criticou nessa terça-feira (18) o fato da base do prefeito Firmino Filho (PSDB) não ter aprovado a sua emenda que retira parte dos recursos destinados ao setor de comunicação para a melhoria do transporte eficiente.

Nesta terça-feira os vereadores votaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da Prefeitura de Teresina, que irá servir como base para a elaboração do Orçamento 2020. Joaquim do Arroz queria destinar parte dos recursos da área de comunicação, cerca de R$ 2 milhões, para ajudar na melhoria do transporte eficiente que é destinado a pessoas com deficiência física.

  • Foto: Helio Alef/GP1Joaquim do ArrozJoaquim do Arroz

Questionado sobre não ter o apoio suficiente para colocar a sua emenda na LDO, o vereador afirmou que a população é que terá que decidir se os vereadores tomaram a decisão certa.

“Eu não posso falar dos outros. O julgador do vereador é o povo. Vereador não julga vereador, quem julga é o povo. Eu fiz o meu trabalho e vou continuar fazendo a favor dos cadeirantes. A gente nunca sabe o dia de amanhã”, disse o vereador.

Joaquim do Arroz destacou que possui um amigo que é cadeirante e que entende as dificuldades. “Hoje estamos aqui com as nossas pernas para caminhar, mas amanhã podemos sofrer um acidente. Eu tenho um amigo que é cadeirante, ele passou o carnaval comigo e um mês depois ele teve um acidente em um exame de ressonância. Sedaram ele, na hora de jogar ele para a maca, jogaram ele de forma brusca, quebrou a coluna, e hoje ele é cadeirante, então ninguém sabe o dia de amanhã”, citou.

O parlamentar ainda fez críticas ao prefeito Firmino e aos aliados da prefeitura. “Quero parabenizar o prefeito e a base dele, que de todo jeito trabalharam muito bem, com todos os manejos possíveis. Eles trabalharam muito bem. Agora para o bem de quem, a gente não sabe”, ironizou.

Proposta equivocada

A vereadora Graça Amorim (sem partido) teceu críticas ao projeto defendido por Joaquim do Arroz. A parlamentar avaliou a proposta como importante, mas ressaltou que o projeto foi apresentado de forma ‘equivocada’ na Câmara Municipal e não teve o reconhecimento do equívoco por parte do vereador proponente.

“Isso é uma proposta que a gente diz que é importante o transporte eficiente. Agora, a proposta é apresentada de forma equivocada e não há o reconhecimento de quem propôs de que houve o equívoco, mas a própria prefeitura na LDO já aumentou esse percentual de atendimento, que antes era 75% e agora na proposta que nós votamos hoje aumenta para 80%. Os vereadores no lugar de colocar em porcentagem, colocaram em real. Em real, é só no orçamento", disparou Graça Amorim.

Acidente com cadeirante

No dia 10 de junho, aconteceu um grave acidente com o cadeirante Wilson Gomes, presidente da Associação de Cadeirantes de Teresina (Ascamte). Ele descia do transporte eficiente da empresa Santa Cruz e rampa despencou. Com a queda ele ficou com várias escoriações, bateu a cabeça no chão, quebrou o cotovelo e precisou fazer cirurgia. Na ocasião do acidente, a Strans informou que iria apurar o caso e tomaria as devidas providências.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

MP apura acidente de cadeirante no transporte eficiente de Teresina

Rampa de transporte eficiente de Teresina cai e cadeirante quebra cotovelo

Cadeirante se urina por falta de banheiro acessível na Strans

Mais conteúdo sobre: