União - PI

Juiz decreta preventiva de acusado de assassinar esposa em União

A decisão foi dada pelo juiz Antonio de Paiva Sales, da Vara Núcleo de Plantão de Teresina. O acusado alegou para a polícia que a vítima se matou.

Davi Fernandes
Teresina
16/06/2020 06h28 - atualizado 07h56

O juiz Antonio de Paiva Sales, da Vara Núcleo de Plantão de Teresina, converteu em preventiva a prisão de Jonhy Cardoso Pereira, de 35 anos, acusado de assassinar a esposa, Cíntia Maria Alves da Cruz, 32 anos. Ela foi encontrada morta em uma rede, com uma marca de disparo de arma de fogo na região do rosto, dentro de sua residência, no município de União na noite da última sexta-feira (12). A decisão foi dada neste domingo (14).

Na decisão, o magistrado destacou que existem indícios suficientes de que o suspeito tenha realizado o crime, por conta da gravidade e pelo modo em que a vítima foi assassinada. “Uma vez que há provas suficientes da materialidade,existindo, ainda, fortes indícios da autoria do acusado no crime investigado. Segundo os documentos que instruem os autos Jonhy Cardoso Pereira supostamente ter tirado a vida de sua companheira”, destacou

  • Foto: Divulgação/PMIdentificação da vítimaIdentificação da vítima

“No mais, vislumbro que a gravidade do delito ganha especial relevo, em razão do modus operandi Jonhy Cardoso Pereira revela seu destemor, indiferença à ordem jurídica, indicativos de sua periculosidade o que autoriza a conclusão do cabimento de sua prisão preventiva como instrumento de garantia da ordem pública”, acrescentou.

Ainda conforme o juiz, diante de tudo que foi apurado nos levantamentos iniciais da investigação da Polícia Civil verifica-se a necessidade da prisão preventiva do suspeito. “Diante disso, verifica-se a necessidade de decretação da prisão, de modo a proteger a comunidade da preventiva para o fim de garantir a ordem pública prática de novos crimes, bem como pela evidenciada periculosidade do agente, evidenciada pelo modus operandi. Assim, por conseguinte, a segregação cautelar faz-se necessária como forma de acautelar a ordem pública, restando evidenciada a insuficiência das cautelares neste momento”, finalizou.

Entenda o caso

Uma mulher identificada como Cíntia Maria Alves da Cruz, 32 anos, foi encontrada morta em uma rede dentro de sua residência na noite da sexta-feira, 12 de junho, no município de União, situado a 59 km de Teresina.

Conforme o delegado da Polícia Civil de União, Francírio Queiroz, o principal suspeito do crime é o marido da vítima, identificado pelas iniciais J. C. P, de 35 anos. Inicialmente, ele disse para a polícia que sua esposa cometeu suicídio, porém, a versão foi contestada.

De acordo com a Polícia Militar, a arma encontrada próximo ao corpo era uma espingarda bate bucha artesanal. Ainda segundo o delegado, a Polícia Civil aguarda alguns procedimentos para dar prosseguimento às investigações.

NOTÍCIA RELACIONADA

Mulher é encontrada morta dentro de casa em União e marido é preso

Mais conteúdo sobre: