Bom Jesus - PI

Juiz decreta preventiva de acusado de matar esposa a facadas em Bom Jesus

O juiz Elvio Ibsen Barreto de Souza Coutinho destacou que a forma como o acusado realizou o crime, demonstra sua periculosidade social.

Davi Fernandes
Teresina
11/09/2020 06h20 - atualizado 07h41

O juiz Elvio Ibsen Barreto de Souza Coutinho, da Vara Única da Comarca de Bom Jesus, converteu em preventiva a prisão de Paulino da Silva Rodrigues, 34 anos, acusado de assassinar sua esposa, Miriam da Silva Rodrigues, 27 anos, a facadas em Bom Jesus na última terça-feira (08). A decisão foi dada nesta quarta-feira (09).

Nos autos, o magistrado destacou que a forma como o acusado realizou o crime e tentou matar até a própria filha por asfixiamento é possível ver que ele demonstra uma periculosidade social.

  • Foto: Reprodução/WhatsAppVítima de feminicídio em Bom JesusVítima de feminicídio em Bom Jesus

“Tendo em vista a demonstração de sua periculosidade social, por se mostrar alheio às regras mínimas de conduta se considerarmos apenas os fatos narrados no depoimento acima transcrito. Ademais, o modus operandi do delito praticado denota a gravidade em concreto ao ter supostamente cometido o delito de homicídio contra a esposa por razões de gênero e ter tentado contra a vítima da própria filha por razões ainda desconhecidas”, destacou.

“Acrescento ainda que a liberdade do ora custodiado poderá ser ameaça para a vida da própria filha dele, bem como de outras testemunhas, sendo nesse ponto necessário o decreto preventivo para fins de conveniência da instrução criminal”, pontuou.

Interrogatório

A Polícia Civil do Piauí coletou nesta quinta-feira (09) o depoimento de Paulino da Silva Rodrigues, 34 anos, acusado de assassinar a esposa, Miriam da Silva Rodrigues, 27 anos, com várias facadas em Bom Jesus. Além do feminícidio, o suspeito tentou asfixiar a própria filha de 4 anos, que presenciou sua mãe sendo assassinada.

Em entrevista ao GP1, o titular da Delegacia Regional de Bom Jesus, delegado Jucier dos Santos esclareceu que o caso está sendo acompanhado pela delegada Rejane Borges, que coletou o depoimento do acusado. Ele se recusou a confessar o crime e não demonstrou arrepedimento durante o interrogatório.

“Ele foi interrogado hoje. Sobre a filha dele, ele negou que a tentou matar asfixiada. Durante o processo das perguntas, ele somente gemeu como se estivesse com dor, mas ele não mostrou nenhum arrependimento de nada e também não confessou o crime e depois somente ficou em silêncio. A criança de fato sofreu a tentativa de asfixia, o caso está sendo acompanhado pela delegada Rejane e foi confirmado que a menina sofreu essa tentativa de sufocamento”, detalhou o delegado.

Entenda o caso

Miriam da Silva Rodrigues, de 27 anos, foi brutalmente assassinada com várias facadas na tarde desta terça-feira (08) por volta de 15h dentro de casa no Loteamento do Mérito, no município de Bom Jesus, no Sul do Piauí.

Segundo a Polícia Militar, populares da localidade acionaram os policiais, que ao realizarem diligências, conseguiram localizar o suspeito e o encaminharam para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Bom Jesus.

Após sofrer as facadas, a jovem foi encaminhada ao Hospital Regional de Bom Jesus, onde já chegou sem vida. Ela trabalhava como vendedora no município.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Acusado de matar esposa em Bom Jesus tentou asfixiar filha de 4 anos

Jovem é assassinada a facadas em Bom Jesus e marido é suspeito