Política

Júlio Arcoverde diz que deputados do PP apoiam seu nome para a CCJ

"O meu nome está posto, e acho que conta com o apoio de todo o partido”, afirmou Júlio Arcoverde.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
15/05/2019 13h11 - atualizado 13h11

Com o seu retorno para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) ainda nessa semana, o deputado estadual Júlio Arcoverde (PP) afirmou nesta quarta-feira (15) que os deputados Progressistas apoiam o seu nome para assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Em relação a presidência surgiu uma pequena polêmica entre os deputados. No início da legislatura a base aliada fez um acordo em torno do nome de deputado Wilson Brandão (PP) para ele assumir a CCJ, mas como ele assumiu a Secretaria Estadual de Mineração, o PT manifestou interesse em pleitear a vaga. O deputado Francisco Limma (PT) deixou claro que o espaço havia sido destinado para Brandão e não para o Progressistas. A situação já foi contornada e o cargo está mantido com o Progressistas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Júlio ArcoverdeJúlio Arcoverde

“Já fui comunicado ontem que o partido vai continuar na presidência da CCJ. Nós tínhamos esse acordo, vai ser cumprido e vamos reunir o partido de hoje para amanhã para saber quem será o indicado. O meu nome está posto, e acho que conta com o apoio de todo o partido”, afirmou.

Júlio Arcoverde estava no comando da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Teresina (Semel), mas já foi exonerado do cargo para retornar para a Alepi. Ele afirmou que com esse retorno, não deve volta a assumir como vice-líder do governo.

“Se eu assumir a CCJ, automaticamente esse posto vai para outro deputado, pode ser alguém do Progressistas ou de outra pessoa da base, não tem problema nenhum não”, disse o parlamentar.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Júlio Arcoverde é exonerado da Semel e aguarda retorno para Alepi

João Mádison acredita que Júlio Arcoverde vai assumir CCJ

Arcoverde diz que PP e Wellington estão com ponteiros acertados