Eleições 2020

Kleber Montezuma pede cassação do registro da candidatura do Dr. Pessoa

A ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) foi ajuizada nessa quarta-feira (14).

Raisa Brito
Chefe de Redação
15/10/2020 11h43 - atualizado 13h15

A coligação encabeçada pelo candidato Kleber Montezuma, formada pelos partidos PSDB, PP, PSL, AVANTE, PDT, DEM, PMB, PODEMOS, PV, ingressou nessa quarta-feira (14), com ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) contra o candidato a prefeito de Teresina José Pessoal Leal, o “Dr. Pessoa”, e o vice Robert Rios, pela coligação formada por MDB, PSB e PRTB, apontando o uso de perfis falsos durante campanha eleitoral e pedindo a cassação do registro de candidaturas por praticas abusivas.

A petição inicial aponta que o candidato possui quatro contas registradas, oficialmente, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI): Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, no entanto, foi observado que existem perfis fakes ou não oficiais em nome de "José Pessoa Leal’, que seriam utilizados para disseminar inverdades e criar celeumas na disputa eleitoral.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Dr. PessoaDr. Pessoa

A coligação investigante informa que há indícios de que pessoas por trás de determinado perfil, não informado ao TRE/PI, estão em contato direto com os investigados, podendo ter sido contratadas para fazer ofensas através de perfis apócrifos.

“A constatação final é a de que os investigados mantém uma rede de perfis fakes não identificados, os quais assumem a tarefa de desconstruir o adversário. Ele usa de terceiros não identificados como tropa de choque para bater em seus adversários, enquanto ocupa os canais oficiais apenas com as notícias positivas”, diz trecho da AIJE.

A ação pede liminarmente a retirada dos três perfis apontados como fakes e a procedência da ação para impedir a publicação, impulsionamento ou permitir a distribuição de conteúdos por meio dos perfis identificados e ainda a cassação do registro da candidatura ou cassação do diploma, caso eleito e a aplicação da sanção de inelegibilidade por oito anos, e multa.

Outro lado

Procurado na manhã desta quinta-feira (15), o candidato do MDB, Dr. Pessoa, não foi localizado.