Esportes

Kobe Bryant morre aos 41 anos em acidente de helicóptero na Califórnia

Ex-jogador do Los Angeles Lakers tinha o hábito de fazer viagens com a aeronave; filha de 13 anos é uma das vítimas.

Por  Estadão Conteúdo
26/01/2020 18h59 - atualizado 27/01/2020 07h49

Um dia depois de ser ultrapassado por LeBron James na lista de maiores cestinhas da história da NBA, Kobe Bryant sofreu um acidente fatal de helicóptero neste domingo. Ele e mais quatro pessoas morreram na queda, em Calabasas, na Califórnia, de acordo com a imprensa dos Estados Unidos.

O astro do Los Angeles Lakers, de 41 anos, estava viajando com outras três pessoas, além do piloto, e nenhuma sobreviveu. Segundo o site TMZ, o primeiro a informar, ainda não há notícias oficiais da causa da queda da aeronave. A polícia e o Corpo de Bombeiros da Califórnia confirmaram a queda do helicóptero. Segundo a imprensa americana, a filha de 13 anos de Bryant, Gianna, também é umas das vítimas.

Kobe Bryant tinha o hábito de realizar viagens de helicóptero. Fez isso por anos, principalmente quando atuava pelos Lakers. Depois de Michael Jordan, o ex-jogador é considerado um dos maiores de todos os tempos. A polícia de Los Angeles confirmou a queda da aeronave minuto depois de a informação de sua morte ser noticiada nos EUA, mas não divulgou ainda que o astro do basquete estava entre os envolvidos.

O jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN americana, informou pelo seu Twitter que fontes confirmaram que o ex-jogador dos Lakers está entre as vítimas do acidente. Kobe Bryant foi campeão da NBA cinco vezes e eleito para o All-Star Game, o Jogo das Estrelas da liga, em 18 oportunidades. Além dos prêmios como jogador, ele também soma em seu currículo de premiações um Oscar em 2018 com a animação 'Dear Basketball'.

No total, somando as 20 temporadas na NBA usando as camisas 8 e 24, Kobe Bryant terminou com a impressionante marca de 33.643 pontos - a quarta maior de todos os tempos, atrás apenas Kareem Abdul-Jabbar (38.387), Karl Malone (36.928) e LeBron James (33.655). Kobe é uma lenda. Ele encerrou sua carreira na NBA com médias de 25 pontos, 4,7 assistências e 5,2 rebotes em seus 1.346 jogos disputados em temporada regular.

Pela seleção dos Estados Unidos, Kobe Bryant faturou a medalha de ouro nas Olimpíadas de 2008, em Pequim, e em 2012, em Londres. No Los Angeles Lakers, teve a camisa 8 e 24 aposentadas, o primeiro da história a ser homenageado com tal feito. Em sua última partida como jogador profissional, anotou 60 pontos. Sua maior marca é diante do Toronto Raptors, em 2006, quando atingiu nada menos que 81 pontos.

INÍCIO

Após ser draftado em 1996 pelo Charlotte Hornets, foi trocado para o Los Angeles Lakers e adotou o número 8. Porém, no início da temporada 2006/2007, optou por vestir a camisa 24, a mesma que usou quando estava no high school. Quanto às suas referências, o Brasil ocupa um lugar de destaque. Seu pai, Joe Bryant, jogou basquete profissionalmente na Itália, onde o então futuro astro, ainda criança, conheceu Oscar Schmidt. O brasileiro foi, assumidamente, umas das maiores referências de Kobe Bryant como jogador.

POLÊMICA

Em 2003, quando estava prestes a operar o joelho, Kobe foi acusado de estuprar uma funcionária de um hotel onde estava hospedado. A mulher, no entanto, recusou-se em realizar os testes exigidos pela polícia e, posteriormente, acabou retirando a queixa mais pesada, mantendo apenas uma menor.

Como forma de acordo, Kobe concedeu uma entrevista coletiva onde admitiu o erro e pediu perdão publicamente para a funcionária. Como forma de redenção, o jogador presentou sua esposa Vanessa com um anel avaliado em US$ 3 milhões.

Mais conteúdo sobre: