Santa Luzia - MA

Líder de quadrilha que atuava no Piauí é preso com fuzis no MA

Conforme o delegado geral Riedel Batista, Clauton é foragido do 22º Distrito Policial, situado no bairro Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina.

Laura Moura
Teresina
07/05/2018 13h18 - atualizado 14h58

Um criminoso, identificado como Clauton Barbosa Gonçalves, conhecido como “Gato”, foi preso no último sábado (05), pela Polícia CIvil do Maranhão, na cidade de Santa Luzia, acusado de participar de vários ataques a carro-forte na região.

Conforme o delegado geral Riedel Batista, Clauton é foragido do 22º Distrito Policial, situado no bairro Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina. “Ele é assaltante de banco e bem conhecido pela polícia do Piauí. Desde o ano de 2010, ele vem atuando no Piauí, Maranhão e em outros estados. Ele é foragido do 22º Distrito Policial e tem um mandado de prisão em aberto”, contou.

  • Foto: Divulgação/PMClauton BarbosaClauton Barbosa

O mandado de prisão foi expedido pela 2º Vara criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, em Teresina, no ano de 2013. O coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), delegado Wilame Moraes, informou que uma equipe vai para São Luís para verificar se Clauton participou de ataques a carro-forte ou bancos no Piauí.

A prisão

Clauton Barbosa Gonçalves, conhecido como “Gato”, foi preso pela Polícia Civil do Maranhão, por meio do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF) da SEIC em conjunto com a Delegacia de Santa Luzia. O acusado é líder de uma organização criminosa responsável por ataques a carro-forte em três cidades do Maranhão.

Durante a ação policial, foram apreendidos os seguintes materiais: quatro fuzis de calibre 5.56 mm, um fuzil AK-47, uma espingarda calibre 28, uma espingarda calibre 12, duas pistolas Glock e centenas de munições calibre 28, 5.56 mm, 7.62 mm, 7.62 x 39 mm.

Também foram apreendidos dezenas de comprovantes bancários, uma quantia de R$ 68.200,00 e sete veículos. Outros dois comparsas de Clauton também foram presos no último sábado (05).