Teresina - PI

Limma discorda de Júlio Arcoverde e não descarta aliança com PP

"Às vezes, tem uns mais eufóricos que falam por si e não pelos partidos", disse o líder do Governo na Assembleia.

Germana Chaves
Teresina
03/07/2019 05h34 - atualizado 05h35

O deputado estadual e líder do Governo Wellington Dias (PT-PI) na Assembleia Legislativa do Piauí, Francisco Limma (PT), discordou do colega de parlamento Júlio Arcoverde (PP) que afirmou, em recente entrevista ao GP1, que era impossível uma aliança entre PP e PT nas eleições de 2020 em Teresina.

Na contramão desse posicionamento, Limma lembrou da dinamicidade da política e disparou que no meio político, “às vezes tem uns mais eufóricos que falam por si e não pelos partidos”.

“Não vejo dessa forma, a política é muito dinâmica. Estamos tentando superar os desafios que têm no Governo com os partidos que compuseram a base da eleição. Às vezes, tem uns mais eufóricos que falam por si e não pelos partidos. Na política tudo é possível e, às vezes, nada é provável. Respeito a posição do deputado, mas, acho que só o andamento das coisas vai mostrar como será”, advertiu o petista.

  • Foto: Helio Alef/GP1Francisco LimmaFrancisco Limma

Francisco Limma fez questão de lembrar que no processo eleitoral muitas vezes o cenário do momento permite até mesmo firmar alianças com partidos adversários.

“Ás vezes, um conflito num município não representa a posição geral do Estado. Em 2016 foi assim, o PT teve aliança com todos os partidos e fez oposição em vários municípios. Por exemplo, em Picos o PT estava de um lado e PP do outro. Em Esperantina o MDB estava de um lado e o PT do outro. Porém, aliados a nível de estado”, exemplificou o petista.

O líder do Governo na Assembleia pediu maturidade daqueles que fazem o processo político para evitar problemas maiores. “A gente precisa separar essa diferença entre as eleições nacionais, estaduais e municipais. Em vários municípios nós vamos ter aliança até com partidos que são oposição a nível estadual”, finalizou Limma.

NOTÍCIA RELACIONADA

Júlio Arcoverde diz que é impossível aliança com PT em 2020