Teresina - PI

Lutador de MMA era investigado por morte de empresário em Teresina

Um levantamento feito pelo GP1 apontou que Isac Nylton foi o responsável por conduzir o veículo utilizado por Franco Jorge da Conceição, um dos autores do assassinato de Evandro Augusto.

Brunno Suênio
Teresina
09/09/2020 17h15 - atualizado 17h15

O lutador de MMA, Isac Nylton Alves de Oliveira, executado com mais de 10 tiros na noite desta terça-feira (08) no bairro Dirceu II, em Teresina, era um dos alvos da investigação sobre a morte do empresário Evandro Augusto Pinheiro dos Santos, assassinado no bar Lob Til, ocorrido em 14 de julho de 2019.

Um levantamento feito pelo GP1 apontou que Isac Nylton foi o responsável por conduzir o veículo utilizado por Franco Jorge da Conceição, um dos autores do assassinato de Evandro Augusto, que estava no bar no momento em que foi alvejado à queima roupa na tarde daquele domingo, 14 de julho do ano passado.

  • Foto: Reprodução/FacebookIsac NyltonIsac Nylton

Na época dos fatos, Franco Jorge da Conceição acabou sendo preso em uma operação da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, duas semanas após o assassinato e declinou nomes de demais alvos da investigação ao Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP, que deu seguimento às diligências sobre o caso.

  • Foto: Divulgação/SSP-PIFranco Jorge da ConceiçãoFranco Jorge da Conceição

Com a prisão de Franco Jorge da Conceição e a morte de Isac Nylton Alves de Oliveira restam apenas os demais investigados, que estão sendo monitorados e deverão ser presos pelo DHPP.

De acordo com a Polícia Civil do Piauí, o motivo das mortes do empresário e também de Isac Nylton Alves de Oliveira tem relação com acerto de contas oriundo de dívidas com o tráfico de entorpecentes.

Entenda o caso

No dia 14 de julho, Evandro Augusto foi assassinado a tiros dentro do bar Lob Til, próximo à Universidade Federal do Piauí (UFPI), no bairro Ininga. A vítima estava no estabelecimento comercial com a sua ex-companheira quando um homem, ainda não identificado, adentrou no local.

  • Foto: Facebook/Evandro AugustoEvandro Augusto Pinheiro dos SantosEvandro Augusto Pinheiro dos Santos

Conforme a Polícia Militar, o indivíduo efetuou cinco disparos de arma de fogo. O rapaz não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. Além dos dois, havia apenas mais uma pessoa no bar, a cozinheira.

De acordo com o delegado Barêtta, coordenador do DHPP, a mulher que estava com o empresário foi ouvida e relatou o que aconteceu. “Ela disse que era companheira dele, que tinham se deixado, mas que estavam reatando. Esse bar é tipo uma casa, só vai quem tem negócio. Ele estava lá e solicitou que o dono do bar fosse comprar uma carne e ficou só ele, a mulher e uma cozinheira, quando entrou um indivíduo baixo, forte, com capuz na cabeça, sacou a arma e desferiu vários disparos contra ele que morreu no local”, contou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Empresário é executado a tiros dentro de bar no bairro Ininga

Revelada identidade do acusado de matar empresário Evandro Augusto