Polícia

Mais de 480 pessoas foram presas pela DEPRE em 2017

"Todas as operações tiveram destaques. Mas o maior destaque é as minhas palestras [sobre prevenção às drogas]”, Menandro Pedro.

Thais Souza
Teresina
20/12/2017 15h40 - atualizado 15h41

A Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE) divulgou nessa terça-feira (19) o balanço geral de prisões, apreensões e Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO) realizados nesse ano de 2017. No total, 489 pessoas foram presas pela DEPRE.

Em entrevista ao GP1, o coordenador da DEPRE, Menandro Pedro, revelou seu sentimento de gratificação e felicidade em relação aos dados divulgados no relatório: “Queria agradecer a toda a equipe, porque dependemos de cada delegado, agente e escrivão, e ainda temos o auxílio da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Guarda Municipal. Todos os anos nós estamos passando da meta, mas sempre queremos mais. Em 2018, queremos ultrapassar essa meta, se Deus quiser, com o trabalho de todos, integrado, nós vamos conseguir muito mais”, pontou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Menandro PedroDelegado Menandro Pedro

As estatísticas mostram que de janeiro a novembro de 2017 foram apreendidas 462.746,61 gramas de maconha, 92.968,65 gramas de maconha, 51 motocicletas, 14 mudas de maconha, 52,77 gramas de anfetamina, 1,37 gramas de metanfetamina, 280 micropontos de LSD, 38 carros, R$ 94.271,15, 56 armas de fogo. Além das apreensões, foram presos 87 mulheres e 402 homens; 474 inquéritos policiais foram instaurados; 145 TCO; 100 palestras de prevenção ao uso de drogas foram realizadas em todo o estado do Piauí.

Menandro Pedro contou que a DEPRE realizou várias operação que tiveram destaques no decorrer do ano, mas a que mais chamou atenção foi as palestras realizadas por ele. “Tivemos quase 500 prisões, tivemos vários destaques. Dentre elas, estão a apreensão de drogas que iria para a Parnaíba, tivemos a festa Rave, que apreendemos uma grande quantidade de droga sintética de vários tipos. Todas as operações tiveram destaques, mas o maior destaque são as minhas palestras [sobre prevenção às drogas]”, finalizou o delegado.