Teresina - PI

Manifestante é preso acusado de jogar barra de ferro em PM na Alepi

Em um vídeo feito pelo GP1, é possível ver o momento exato em que o acusado atinge um policial militar. Ele sofreu um corte na cabeça.

Davi Fernandes
Teresina
11/12/2019 15h23 - atualizado 16h48

Manifestação na Alepi contra a reforma da Previdência

Um manifestante identificado como Abel Vieira foi preso nesta quarta-feira (11) acusado de jogar uma barra de ferro contra policiais militares e atingir um deles na cabeça durante uma confusão na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), em meio à audiência pública realizada para tratar sobre a PEC 03/2019 da Reforma da Previdência estadual.

Em um vídeo feito pelo GP1, é possível ver o momento exato em que o acusado atinge um policial militar na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI). O material foi tirado de grades de contenção instaladas para reforçar a segurança do local. O militar sofreu um corte na cabeça.

Manifestantes entram em confronto com Polícia Militar na Alepi

O clima ficou tenso e houve confusão no fim da manhã desta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Manifestantes tentaram invadir a barreira policial e adentrar na sede do legislativo estadual e foram impedidos por policiais, que utilizaram spray de pimenta para dispersar a multidão. Veja a matéria completa: https://www.gp1.com.br/noticias/manifestantes-entram-em-confronto-com-policia-militar-na-alepi-467993.html #PortalGP1 #GP1 #Alepi

Posted by GP1 - O 1º Grande Portal de Notícias do Piauí on Wednesday, December 11, 2019

A confusão teve início logo depois dos militares utilizarem spray de pimenta para dispersar manifestantes que tentavam entrar na Assembleia Legislativa para acompanhar a audiência.

Audiência Pública

Na manhã dessa quarta (11) foi realiza uma audiência pública no Cine Teatro da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) com o objetivo de discutir a PEC 03/2019 (Proposta de Emenda Constitucional) da reforma da Previdência.

A audiência teve a participação de vários representantes de sindicatos que criticam o governador Wellington Dias (PT) por apresentar a proposta sem discutir com as entidades e principalmente por colocar ela em votação em regime de urgência. A PEC foi apresentada na Alepi no dia 3 de dezembro e já deve ser votada hoje.

Participaram da audiência a juíza Keylla Raniere Procópio, representante da Amapi; o representante do sindicato dos Auditores Fiscais, Caetano Mello; o presidente do sindicato dos Servidores de Assistência à Saúde do Piauí, Sebastião Teixeira; presidente do sindicato dos Auditores Fiscais, Caetano Mello; presidente do Sinte-Pi, Paulina Almeida; presidente do Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho; presidente do Sindespi, José Pacheco e outros representantes de diversas categorias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Servidores ameaçam deflagrar greve caso PEC seja votada hoje na Alepi

Manifestantes entram em confronto com Polícia Militar na Alepi

Mais conteúdo sobre: