Teresina - PI

Marcada audiência de policial acusado de matar motorista em Teresina

O assassinato do motorista de ônibus Manoel Messias Ramos Pereira ocorreu no dia 21 de setembro de 2014, na estrada da Usina Santana, zona sudeste de Teresina. 

Wanessa Gommes
Teresina
10/10/2019 08h05 - atualizado 08h12

O juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Teresina, marcou para o dia 13 de novembro, às 8h30, audiência de instrução e julgamento de ação penal movida contra o ex-policial militar Francisco José Wellington da Silva Sousa e o PM aposentado Leandro Reis Alves de Oliveira acusados de homicídio.

Os dois são acusados de matar o motorista de ônibus Manoel Messias Ramos Pereira, 38 anos, que segundo a polícia, era integrante de uma quadrilha comandada por Francisco José que realizava assaltos na região de Teresina e teria sido morto porque estava tentando extorquir os demais membros da quadrilha.

O assassinato ocorreu no dia 21 de setembro de 2014, na estrada da Usina Santana, zona sudeste de Teresina.

Expulsão

Francisco José Wellington Silva Sousa foi expulso dos quadros da Polícia Militar do Piauí em setembro de 2015.

Segundo as investigações da Polícia Civil, José Wellington, então chefe da Guarda de Armas da Colônia Agrícola de Teresina, alugava armas para bandidos realizarem diversos roubos em lojas de Teresina.

Em um dos crimes, os bandidos teriam conseguido levar R$ 3 milhões da Granja União, no bairro Piçarra, em outubro de 2013.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia Militar expulsa soldado José Wellington

Policial Francisco José Wellington é preso em Teresina