Teresina - PI

Marcado julgamento de acusados de matar Fábio Brasil em Teresina

Fábio foi morto com dois tiros em frente a uma loja de som de carros na avenida Miguel Rosa, zona sul de Teresina, no dia 31 de março de 2012.

Wanessa Gommes
Teresina
04/09/2019 05h38 - atualizado 05h42

O juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri, marcou para o dia 26 de setembro, às 8h30, o julgamento de Jhonathan de Sousa Silva e Elker Farias Veloso acusados de matar o corretor de veículos Fábio dos Santos Brasil Filho, de 33 anos, mais conhecido como “Júnior Brasil”, em 2012.

Fábio foi morto com dois tiros em frente a uma loja de som de carros na avenida Miguel Rosa, zona sul de Teresina, no dia 31 de março de 2012.

A vítima estava em um veículo modelo Saveiro Cross, cor branca, ainda sem placa, que havia comprado no dia anterior, juntamente com o gerente de uma loja de carros, que informou na época que saiu do veículo quando os atiradores chegaram.

Ele contou que colocou as mãos para cima e que o atirador disse que não tinha nada para resolver com ele, mas sim com o “Júnior Brasil”.

Morte de jornalista

O assassinato de Fábio Brasil teria motivado a morte do jornalista maranhense Décio de Sá, em abril de 2012. O jornalista tinha informações de que o corretor piauiense havia se envolvido com um empresário e seu pai, também tidos como agiotas, que não pagara uma conta de R$ 200 mil.

Décio, que era repórter do jornal ‘O Estado do Maranhão’, da família Sarney, e tinha o blog mais lido do Estado do Maranhão, "pegou o fio da meada" sobre a morte em Teresina e começava a denunciar os mandantes, quando foi assassinato num bar da avenida Litorânea, em São Luís.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mandante da morte de corretor em Teresina ganha prisão domiciliar

Corretor de veículos é executado com dois tiros na avenida Miguel Rosa