Pajeú do Piauí - PI

Marcelo diz que aliados devem escolher substitutos em Pajeú

“Quando eu chegar entrarei em contato com os aliados do grupo que era liderado pelo prefeito Juscelino Mesquita, pois eles devem definir outros nomes para substituí-los", disse Castro.

Germana Chaves
Teresina
15/09/2016 12h32

O deputado federal e presidente do PMDB no Piauí, Marcelo Castro, disse que está consternado com amorte do prefeito e do vice-prefeito da cidade de Pajeú do Piauí, Juscelino Mesquita dos Reis e José Eduardo Gonzaga Filho, o Zezito, respectivamente. Ambos eram peemedebistas.

Marcelo Castro, que chegou em Teresina nesta quarta-feira (14), explicou que vai entrar em contato com os aliados das vítimas, que eram candidatas à reeleição, para que sejam definidos outros nomes para substituí-los na disputa.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Marcelo CastroDeputado Marcelo Castro

“Entrarei em contato com os aliados do grupo que era liderado pelo prefeito Juscelino Mesquita, pois eles devem definir outros nomes para substituí-los. Eles eram muito respeitados na cidade, e tinham serviço prestado, e não podemos deixar os moradores de lá desamparados. Estou consternado e abalado com essa tragédia horrível. Os dois eram homens de bem e gestores excepcionais”, lamentou Castro.

O acidente

O acidente que vitimou o prefeito e o vice de Pajeú do Piauí, ocorreu por volta das 22 horas de terça-feira (13). Juscelino Mesquita conduzia o carro, uma pick-up S10 que colidiu frontalmente com uma carreta na PI-140, na saída da cidade de Canto do Buriti. Zezito estava no banco do passageiro.

Os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens e foi necessário o auxílio do Corpo de Bombeiros para fazer a remoção. O condutor e o outro ocupante da carreta foram detidos e encaminhados para a delegacia de Canto do Buriti.

Mais conteúdo sobre: