Ciência e Tecnologia

Ministério da Educação garante que não haverá cortes de bolsas de pesquisa

Ainda de acordo com a nota do MEC “a valorização da educação é uma das prioridades do governo federal que, em dois anos, adotou medidas importantes para o setor”, informa.

Davi Fernandes
Teresina
05/08/2018 07h36 - atualizado 07h36

Nesta sexta-feira (03), o Ministério da Educação (MEC) informou por meio de nota, que as bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal Nível Superior (Capes) não terão os pagamentos suspensos.

Ainda de acordo com a nota do MEC “a valorização da educação é uma das prioridades do governo federal que, em dois anos, adotou medidas importantes para o setor”, informa o MEC.

A mobilização para que não houvesse cortes de bolsas foi após o Governo Federal ter repassado para a Capes um orçamento de recursos que poderia afetar o pagamento de bolsas de pesquisa. O presidente do conselho superior da Capes, Abílio Baeta, enviou uma carta para o MEC apontando que 93 mil bolsas de pesquisa e de alunos de pós-graduação (mestrado, doutorado e pós-doutorado) seriam suspensas a partir de agosto de 2019.

A carta circulou em redes sociais e mobilizou a comunidade acadêmica, cientifica e tecnológica.

Confira nota na íntegra:

O Ministério da Educação reafirma que não haverá suspensão do pagamento das bolsas da CAPES. Em reunião na tarde desta sexta-feira (03), os ministros da Educação, Rossieli Soares, e do Planejamento, Esteves Colnago, discutiram medidas estruturantes para a área da educação em seus diferentes níveis, bem como o orçamento para o próximo ano.
As equipes dos dois Ministérios têm realizado frequentes reuniões para tratar do tema. A valorização da educação é uma das prioridades do governo federal que, em dois anos, adotou medidas importantes para o setor, como a Lei do Novo Ensino Médio e a homologação Da Base Nacional Comum Curricular da educação infantil e do ensino fundamental.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB