Colônia do Piauí - PI

Ministério Público investiga denúncia contra prefeita Lúcia Moura

A portaria nº 027/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça, Carlos Rubem Campos Reis, nesta quinta-feira (02).

Wanessa Gommes
Teresina
06/03/2017 07h48 - atualizado 07h49
  • Foto: DivulgaçãoPromotor de Justiça Carlos Rubem Campos ReisPromotor de Justiça Carlos Rubem Campos Reis

O Ministério Público do Estado instaurou inquérito civil para investigar denúncia de nepotismo contra a prefeita de Colônia do Piauí, Lúcia de Fátima Barroso Moura de Abreu Sá. A portaria nº 027/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça, Carlos Rubem Campos Reis, nesta quinta-feira (02).

A denúncia foi formulada por Cabral Moura via email institucional do Núcleo da Promotoria de Justiça de Oeiras e trata de favorecimento aos filhos da prefeita: Márcio Sá (secretário de Administração), Marianne Sá e Marcele Sá (secretária de Assistência Social).

O promotor determinou que a prefeitura envie cópia dos atos de nomeação de Márcio e Marcelle e cópia do ato de nomeação (se efetiva) ou contrato temporário de Marianne (se for contratada, que seja acostado o teste seletivo e documentação alusiva à forma de ingresso).

Carlos Rubem solicitou ainda relatório circunstanciado elaborado pelo Município informando se entre a prefeita e vice-prefeito de Colônia do Piauí há quaisquer parentes seus nomeados em cargo de comissão, e em caso afirmativo, que sejam endereçados à Promotoria de Justiça, documentação relativa ao histórico profissional e curricular destes.

Outro lado

Procurada pelo GP1, na tarde desta sexta-feira (03), a prefeita Lúcia Moura se defendeu: "Filho pode ser nomeado secretário, ele não pode ser é um funcionário qualquer do município, mas secretário é permitido pela lei, ser nomeado meu filho, meu irmão, meu marido. Inclusive, no mandato passado, o irmão do ex-prefeito é que era o secretário de Finanças, a mulher do prefeito era secretária de Serviço Social, o sobrinho era assessor jurídico", declarou.

Sobre a sua filha Marianne, a prefeita Lúcia Moura garantiu que ela não trabalha na prefeitura, inclusive ela disse que Marianne é médica e trabalha em Oeiras.